Assinar
Fátima

Protocolo aprofunda cooperação entre Politécnico de Leiria e Colégio de São Miguel

No ano passado, um terço dos alunos do Colégio candidatou-se ao Politécnico de Leiria para continuar os estudos.

Rui Pedrosa e Manuel Lourenço, na cerimónia realizada no passado dia 5 de maio. Politécnico de Leiria

O Politécnico de Leiria e o Colégio de São Miguel (Fátima) assinaram um protocolo de cooperação, que visa aprofundar o relacionamento entre as duas instituições, assim como, criar vínculos entre os ensinos secundário e superior.

Esta formalização protocolar surge da longa relação estabelecida entre os estabelecimentos de ensino.

“Só no ano letivo transato, 33 dos alunos finalistas do Colégio de São Miguel decidiram prosseguir os seus estudos no Politécnico de Leiria, o que representa cerca de 31% dos alunos do Colégio que se candidataram ao ensino superior”, refere, em nota de imprensa, o Politécnico de Leiria.

A cerimónia protocolar decorreu na passada quinta-feira, dia 5 de maio, e contou com a presença de Rui Pedrosa, presidente do Politécnico de Leiria, e Manuel Lourenço, diretor do Colégio de São Miguel.

“Com a formalização deste protocolo vamos agora estar mais presentes no Colégio de São Miguel, com os nossos professores e investigadores a colaborarem convosco nesta ideia de partilha, de conhecimento e de estar ao vosso lado em momentos particulares”, disse Rui Pedrosa.

“Os nossos cursos são exigentes e formam excelentes profissionais para o futuro, não só do ponto de vista técnico e científico, mas também do ponto de vista humano. Além de querermos formar profissionais com competências técnicas e científicas, queremos cada vez mais formar melhores cidadãos”, acrescentou.

O protocolo define cinco áreas a aprofundar, que consistem nas áreas dos cursos com planos próprios e dupla titulação, que são lecionados no Colégio localizado em Fátima, concelho de Ourém. É nessas áreas que o Politécnico de Leiria possui também cursos de forte especialização, nomeadamente em Ação Social, Atividade Física e Desporto Adaptados, Contabilidade e Gestão, Cerâmica e Escultura, e Informática e Design.

Segundo Manuel Lourenço, a celebração do protocolo “formaliza aquilo que, na realidade, já é uma prática colaborativa ativa, embora difusa e talvez informal”.

O diretor enalteceu ainda que “é esmagadora a diferença comparativamente com outras instituições de ensino superior, o que significa que o Politécnico de Leiria tem, de facto, uma proximidade geográfica, mas também uma oferta que é percebida como sendo de qualidade pelos alunos que tomam esta opção”.

Cláudio Barroca, diretor pedagógico do Colégio de São Miguel, discursou igualmente na cerimónia protocolar: “É com grande entusiasmo, esperança e expectativa que encaramos o estreitar desta parceria com o Politécnico de Leiria, instituição que conhecemos como referência no ensino superior na região Centro e no panorama nacional. E que partilha com o Colégio de São Miguel este espírito de superação e de procura incessante pela excelência”.

“Queremos aproximar o ensino secundário ao ensino superior, estreitar pontes, cooperar pedagogicamente, para que haja um harmonioso e integrado desenvolvimento da formação científica e técnica dos nossos alunos”, disse, citado em nota de imprensa.

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é assinante, entre com a sua conta. Entrar