Assinar
Sociedade

Com a subida das temperaturas, conheça alguns dos cuidados que deve tomar

Evitar sair de casa nas horas de maior calor e beber água e sumos naturais de fruta são algumas das principais recomendações para crianças e idosos.

O calor que se vai fazer sentir em Portugal, e na região de Leiria, a partir de hoje, quarta-feira, com as temperaturas a poder atingir valores próximos dos 40 graus Celsius, levam as autoridades de saúde a deixar vários avisos de proteção individual e coletiva aos cidadãos.

As recomendações destinam-se, particularmente, às pessoas mais vulneráveis, como idosos, portadores de doenças crónicas, acamados e crianças de tenra idade, contudo as medidas são extensíveis a toda a população.

Entre as medidas básicas divulgadas, em comunicado, pelo departamento de Saúde Pública, da Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC), recomenda-se que sempre que sair de casa, para passear ou realizar alguma tarefa diária, não se esqueça de utilizar protetor solar com fator de proteção superior a 30, bem como peças de roupa leves, de cor clara e preferencialmente de algodão. O uso de chapéu de abas largas e óculos de sol também é indicado.

Se possível, permaneça em locais frescos (à sombra) ou climatizados e, em casa, feche as janelas e persianas durante o dia, para preservar o ar fresco. Por outro lado, durante a noite, deixe as janelas abertas, de forma a facilitar a circulação de ar e a arrefecer o edifício.

O local onde ficam guardados os medicamentos deve também ser fresco e seco, e as pessoas com mais idade ou que se encontram vulneráveis e a viver sozinhas devem ser contactadas e visitadas com regularidade.

A alimentação também não deve ser descurada neste período, recorda a ARSC. Aconselha-se uma alimentação equilibrada e ligeira à base de saladas, evitar o consumo de refrigerantes e bebidas alcoólicas e dar primazia à água e sumos naturais de fruta. Esta medida é importante para hidratar o corpo, devido ao calor que se vai fazer sentir.

As autoridades lembram que não se deve beber água sem ser engarrafada e é preciso atenção que muitos fontanários e fontes a água não faz parte da rede pública, existindo a possibilidade de contrair riscos elevados à saúde.

Se for de férias, durante estes dias, a permanência dentro de viaturas por períodos longos deve ser acautelada.

As atividades ao ar livre, as idas à praia nas horas de maior calor (entre as 11 e as 16 horas) devem ser reduzidas e as viagens planeadas para um horário noturno, para não sentir o calor intenso que se faz sentir.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) disponibiliza, no seu site oficial, as informações relativas às temperaturas sentidas em território nacional, assim como o índice de radiação ultravioleta e a qualidade do ar, que podem ser acompanhadas por localidade.

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é assinante, entre com a sua conta. Entrar