Assinar
Saúde

Hospitais do Oeste ultrapassam número de consultas e cirurgias antes da pandemia

O Centro Hospitalar do Oeste integra os hospitais das Caldas da Rainha, Torres Vedras e Peniche.

Foto do exterior da urgência do centro hospitalar do oeste
Unidade das Caldas da Rainha do Centro Hospitalar do Oeste Imagem de arquivo

O Centro Hospitalar do Oeste (CHO) ultrapassou o número de consultas e de cirurgias no primeiro semestre deste ano, por comparação com igual período de 2019, antes da pandemia de covid-19, foi divulgado quinta-feira, 21 de julho.

Neste primeiro semestre de 2022, foram realizadas 82.352 consultas médicas nas unidades hospitalares do CHO, mais 7.682 (+10,3%) do que em 2019 e mais 2.284 (+2,9 %) do que em 2021, divulgou a instituição em nota de imprensa.

Também o número de primeiras consultas aumentou 12% (mais 3.004) por comparação a 2021.

O tempo médio de espera para a consulta aumentou 6,8 dias face a 2021, mas “comparando com 2019, desceu de 178,3 dias para 113,5 dias, o que corresponde a menos 64,8 dias de espera”, lê-se na nota.

No bloco operatório, no primeiro semestre deste ano, foram realizadas 4.338 cirurgias, o que representou um aumento de 15% (mais 661) em relação a igual período de 2019 e mais 40,8% (mais 1.257) em comparação a 2020.

O tempo médio de espera para cirurgia diminuiu 7,5 dias entre junho de 2021 e junho de 2022.

Comparando com os dados de dezembro de 2019, a diminuição do tempo médio de espera para cirurgia “é ainda mais acentuada”, menos 63 dias de espera.

Em 30 de junho de 2022, a percentagem de utentes em lista de inscritos para cirurgia dentro do tempo máximo de resposta garantida era de 92,8%.

“O reforço do aumento da atividade assistencial é demonstrativo do profissionalismo, do empenho e da dedicação dos profissionais da instituição, que continuam focados e comprometidos em prestar os melhores cuidados de saúde à população utente, apesar dos desafios diários”, justificou a instituição.

Também as sessões do hospital de dia registaram uma subida face ao período homólogo de 2019 (mais 1.228) e 2020 (mais 582).

Nas três urgências do CHO, no primeiro semestre deste ano, houve 83.143 episódios de urgências, “um aumento muito significativo da procura em 47,9%” correspondente a mais 26.926 atendimentos do que em junho de 2021.

O CHO integra os hospitais das Caldas da Rainha, Torres Vedras e Peniche, tendo uma área de influência constituída pelas populações dos concelhos das Caldas da Rainha, Óbidos, Peniche, Bombarral, Torres Vedras, Cadaval e Lourinhã e de parte dos concelhos de Alcobaça e de Mafra.

Estes concelhos dividem-se entre os distritos de Lisboa e Leiria e representam uma população de cerca de 293 mil pessoas.

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é assinante, entre com a sua conta. Entrar

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos relacionados

Subscreva!

Newsletters RL

Saber mais

Ao subscrever está a indicar que leu e compreendeu a nossa Política de Privacidade e Termos de uso.

Artigos de opinião relacionados