Assinar
Mercado

Politécnico com mestrado em Economia Azul e Circular aposta em inovação e sustentabilidade

Serão desenvolvidos modelos de negócio baseados na economia circular, “potenciando soluções inovadoras para a economia azul e que possam contribuir para o desenvolvimento socioeconómico”

Edifício ESTM Peniche

O novo mestrado da Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar (ESTM) do Politécnico de Leiria, em Economia Azul e Circular, entra em funcionamento no ano letivo 2022/2023.

Neste mestrado são desenvolvidos modelos de negócio baseados na economia circular, “potenciando soluções inovadoras para a economia azul e que possam contribuir para o desenvolvimento socioeconómico” explica o Politécnico de Leiria.

A transição para a economia circular e a importância da economia azul, as soluções existentes e inovadoras, e os exemplos de interações entre a academia, a indústria e as entidades oficiais são outros pontos-chave da formação.

No caso da cooperação, serão destacadas as iniciativas que “permitam a promoção do desenvolvimento económico azul e social das comunidades costeiras, os bioprodutos e os biomateriais que criam sistemas tendencialmente sem resíduos”.

“Trata-se de uma formação que pretende dar resposta aos grandes desafios da Economia Azul e da Economia Circular definidos pela União Europeia, e para os quais Portugal necessita de ter os profissionais com as competências adequadas”, afirma o diretor da ESTM, Sérgio Leandro.

“A multidisciplinariedade do seu plano de estudos tira vantagem da associação entre diferentes escolas do Politécnico de Leiria – ESTM e Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG) -, e irá ter uma estreita ligação ao Polo de Peniche do HUB Azul – Smart Ocean”, concluiu.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.