Assinar
Leiria

Há cada vez menos casamentos que acabam em divórcio no distrito de Leiria

Segundo os dados mais recentes do INE, em 2016 registaram-se 1.015 divórcios, número que desceu para 770 no primeiro ano da pandemia

O número de divórcios no distrito de Leiria mantém uma tendência de diminuição nos últimos cinco anos, apresentando 2020 uma descida de 13,8% em relação à média do quinquénio.

Segundo os dados mais recentes do Instituto Nacional de Estatística (INE), em 2016 registaram-se 1.015 dissoluções de casamentos por divórcio, número que desceu para 770 no primeiro ano da pandemia (-245).

Se a análise incidir sobre a média de 894 separações anuais, nota-se que o resultado registado no primeiro ano de pandemia está 124 casos abaixo daquele valor. A tendência em cada ano tem sido de progressiva diminuição.

O concelho de Leiria regista 211 separações em 2020, menos 18% que a média do quinquénio; seguido por Alcobaça, com 103 (-6,4%) e Caldas da Rainha, com 96 (-9,3%). Em termos absolutos, em Leiria houve menos 46 divórcios, na Marinha Grande, menos 20, e em Peniche, menos 11.

Comparando os anos de 2016 e de 2020, o número de separações diminuiu em 94 no concelho de Leiria, seguindo-se Peniche (-33) e Marinha Grande (-31).

No concelho de Ourém houve 72 separações em 2020, para uma média do quinquénio de 78; o que representa uma descida de 7,5%. Na totalidade do país registaram-se 17.598 divórcios, abaixo da média anual de 20.701; ou seja, uma descida de 15% – superior em 1,2% à registada no distrito de Leiria em igual período.

O falecimento de um dos cônjuges continua a ser a principal causa de dissolução do casamento. No caso do distrito de Leiria, o total mantém-se estabilizado ao longo do quinquénio, na casa das três mil dissoluções, em maior número em 2016, quando chegaram às 3.275.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos relacionados

Subscreva!

Newsletters RL

Saber mais

Ao subscrever está a indicar que leu e compreendeu a nossa Política de Privacidade e Termos de uso.

Artigos de opinião relacionados