Assinar
Pombal Exclusivo

Vereadores do PS denunciam “incapacidade em manter vínculo” com Politécnico

Presidente da Câmara de Pombal admite que terá de haver novo protocolo para construção do polo do IPLeiria no concelho.

O grupo de vereadores do PS na Assembleia Municipal (AM) de Pombal, em comunicado tornado público esta semana, falam da “incapacidade da Câmara de Pombal” para “cumprir com o Politécnico de Leiria, criando vínculo duradouro”, que vai além dos mandatos dos responsáveis em ambas as entidades”. Luís Coelho, representante da bancada do PS na AM, assina o documento que diz que isto “ficou evidente nos receios surpreendentes expressos pelo sr. presidente da Câmara, na última Assembleia Municipal de Pombal, em resposta à interpelação da nossa equipa.”

Relembra, ainda, que as instalações de raiz para o polo do Politécnico de Leiria em Pombal “foram uma promessa eleitoral, para ser cumprida até Setembro de 2023”.

Contrariamente ao que “o bom senso” e “a responsabilidade” exigem, o contrato com (o IPLeiria) aparenta “não estar feito”, nem assegurada a sua permanência a longo prazo”, revela o comunicado do PS.

“Não se configura aceitável que o PPI inclua 1.900.000 € para criação de infraestruturas de centros de ciência e tecnologia, incluindo um campus para o ensino superior, uma incubadora de empresas e o centro tecnológico da ETAP”.

Apesar de se mostrarem favoráveis “a mais conhecimento e maior qualificação dos jovens em Pombal”, os vereadores do PS alegam que o processo pode passar por um polo de ensino superior, mas com critérios de responsabilidade e de previsibilidade”.

Em resposta às dúvidas manifestadas na Assembleia Municipal, Pedro Pimpão, presidente da câmara, respondeu que nada mudou desde que foi assinado o protocolo até 2023. O que se terá alterado foi a mudança de posição relativamente aos núcleos descentralizados do IPLeiria, por parte do novo Presidente do Politécnico, Carlos Rabadão.

Já pediu, “com caráter de urgência”, uma reunião com o atual presidente para lhe dizer que “em Pombal é prioritária esta instituição de ensino superior”, pelo que estamos empenhados em manter o polo do Politécnico e em receber as novidades previstas no âmbito da formação”, diz ainda Pedro Pimpão.

O autarca lembra que “havia” dois projetos, um para uma residência estudantil, e outro para construir o polo do Politécnico de Leiria. “Estão os dois em cima da mesa, temos consciência que este último terá de ser objeto de novo protocolo, pelo que tudo depende da reunião com o responsável pelo IPLeiria. Da nossa parte continua tudo em cima da mesa”.

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos relacionados

Subscreva!

Newsletters RL

Saber mais

Ao subscrever está a indicar que leu e compreendeu a nossa Política de Privacidade e Termos de uso.

Artigos de opinião relacionados