Nuno Sousa Vieira inaugura terça-feira, 22 de Fevereiro, na Casa Triângulo, em São Paulo, o resultado de uma residência artística no Brasil. “Sem Pé” é o culminar do trabalho do artista plástico de Leiria no Ateliê Fidalga, onde também esteve outro artista português, Mauro Cerqueira.

Do Brasil, Nuno Sousa Vieira destaca “a experiência extraordinária” que tem vivido “num país com uma dinâmica e empenho surpreendentes”.

A exposição na Casa Triângulo coloca a par o trabalho dos dois artistas, que revelam características comuns ainda que partindo de premissas e procedimentos distintos: sublinham preocupações com a produção artística, fabril e arquitectónica, e particularmente com o excesso de produção, com os participantes e
executantes dessa produção (como o visitante da galeria, o operário ou o habitante).

“Sem Pé” aborda também o abandono das estruturas e profissionais, com o trabalho de Nuno Sousa Vieira e Mário Cerqueira a permitir uma reflexão sobre a tensão, fragilidade e precariedade da sociedade actual.

(fotografias: Nuno Sousa Vieira)