Assinar
Sociedade

IPL cria Fundo de Apoio ao Estudante para evitar abandonos escolares

O Instituto Politécnico de Leiria (IPL) criou um Fundo de Apoio ao Estudante, que será constituído a partir de uma parcela das propinas, disse hoje o presidente da instituição, Nuno Mangas.

O Instituto Politécnico de Leiria (IPL) criou um Fundo de Apoio ao Estudante, que será constituído a partir de uma parcela das propinas, disse hoje o presidente da instituição, Nuno Mangas.

Parte das propinas destinada a apoiar alunos necessitados Foto Arquivo/Joaquim Dâmaso

“O objetivo é que nenhum estudante deixe de estudar, por razões de natureza socioeconómica”, sublinhou Nuno Mangas no discurso da Abertura Solene do Ano Letivo do IPL.

No ano passado esta já era uma preocupação da instituição, mas em 2012 “é um objetivo estratégico, um verdadeiro desígnio”, acrescentou o presidente do IPL, notando que a decisão de criar este Fundo surge “num momento em que os recursos financeiros são cada vez mais escassos”.

Nuno Mangas lamentou o facto de o Estado não ter transferido algumas das verbas que se encontravam orçamentadas para o ano letivo transato e estimou que as receitas provenientes do Estado se cifrem em 21,1 milhões de euros.

“Basta compararmos este montante com os 30,2 milhões de euros estimados para gastos com remunerações para que todos entendamos perfeitamente o enorme desafio que temos pela frente”, salientou.

Nuno Mangas sustentou que nos próximos anos será decisiva a capacidade do IPL em potenciar e desenvolver a sua componente internacional, algo que terá de ser realizada em duas frentes: “recrutando estudantes estrangeiros para os cursos lecionados nas escolas do IPL e promovendo cursos no exterior ou em parceria com instituições de outras nacionalidades”.

Fundado há 30 anos, o IPL representa atualmente cerca de 95% do ensino superior do distrito de Leiria e abrange uma comunidade de mais de 12.000 estudantes, cerca de 900 docentes e mais de 300 funcionários técnicos e administrativos.

Está distribuído pelas cidades de Leiria, onde se localiza a sua sede, Caldas da Rainha e Peniche, e organizado em cinco campus: Escola Superior de Educação e Ciências Sociais, Escola Superior de Tecnologia e Gestão, Escola Superior de Saúde, Escola Superior de Artes e Design de Caldas da Rainha e Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar de Peniche.

Lusa

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.