Assinar Edições Digitais
Sociedade

Houve menos 15 mortos nas estradas da região em 2012

Leiria ocupa o segundo lugar na tabela dos distritos que mais reduziram o índice de mortalidade em acidentes rodoviários no ano passado.

Medalha de prata para Leiria. Só Lisboa consegue destronar o distrito na comparação entre os números de vítimas mortais em acidentes rodoviários em 2011 e 2012. Mas nem tudo são boas notícias: 38 pessoas perderam a vida nas estradas da região em 2012, colocando o distrito em oitavo lugar na lista dos que mais “matam” no país.

Em 2012, 38 pessoas perderam a vida nas estradas da região (fotografia de arquivo: Joaquim Dâmaso)

Os dados são ainda provisórios e foram revelados na semana passada pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

Leiria acompanha a tendência do país, onde se constata uma quebra de 15,8% no número de mortos registados nas estradas. Em 2011, 53 pessoas tinham perdido a vida em acidentes rodoviários ocorridos no distrito; no ano passado, o balanço desceu para 38.

Piores notícias traz a contagem de feridos graves. Aqui, Leiria lidera… mas pela negativa: foi o único distrito do país onde o número de vítimas graves aumentou em 2012.

De 138 feridos, passou para 156. Ainda assim, longe da média de 2010, quando foram registados 195 feridos graves e 52 vítimas mortais.

Como se podem explicar estes números? Contactada pelo REGIÃO DE LEIRIA, a GNR remete uma tomada de posição para mais tarde, após uma “análise mais profunda e consentânea” dos dados. Mas há quem arrisque justificações desde já.

Os portugueses, no geral, estão a fazer “menos viagens, a velocidades mais baratas” – sinais da crise –, aponta o presidente da Associação de Cidadãos Automobilizados, Manuel João Ramos, em declarações ao Diário de Notícias.

Leia a reportagem completa na edição de 10 de janeiro de 2013. Pode adquiri-la online aqui.

Sandra Mesquita Ferreira
sandra.ferreira@regiaodeleiria.pt