Assinar Edições Digitais
Mercado

F1 nas Escolas chama jovens para indústria

Com a intenção de cativar os jovens para a indústria, está a decorrer mais uma edição do projeto F1 nas Escolas. Esta quarta-feira, dia 24, decorre a final regional, na incubadora Open, Marinha Grande.

Com a intenção de cativar os jovens para a indústria, está a decorrer mais uma edição do projeto F1 nas Escolas, cuja final internacional será este ano disputada em Austin, nos Estados Unidos.

No sábado passado, dia 6, Leiria acolheu um evento de divulgação do torneio, que reúne alunos das escolas do ensino básico e secundário, com o desafio de criarem a melhor equipa de protótipos de Fórmula 1 em miniatura.

O principal objetivo do F1 in Schools, que se realiza em vários países em simultâneo, é “o estímulo do empreendedorismo”, explica Rui Tocha, diretor-geral do Centimfe – Centro Tecnológico da Indústria de Moldes, Ferramentas Especiais e Plásticos.

Pretende-se atrair os jovens para a indústria, afirma, “reforçando a visão da importância das engenharias para o desenvolvimento de novos produtos”. A participação no torneio “obriga os alunos a desenvolverem ferramentas de afirmação” com trabalho em áreas complementares, salienta o responsável.

Não apenas o desenvolvimento do veículo, mas também o plano de marketing, a área comercial e o modelo de negócio, que passa obrigatoriamente pela angariação de patrocinadores reais. “Não ganha a equipa que tem o carro mais rápido, mas a melhor estratégia”, esclarece.

A iniciativa F1 in Schools é dinamizada na região pelo Centimfe e insere-se num projeto mais vasto, o Pense Indústria, que acontece desde 1996 e pelo qual já passaram mais de 60 mil estudantes.

As linhas orientadoras são as mesmas: renovar o prestígio da indústria junto das camadas mais jovens da população, destacar as profissões do futuro e fornecer exemplos de aplicações no mundo real dos conhecimentos passados em contexto escolar.

No passado sábado, no Mercado de Santana, o programa de atividades tinha ainda por finalidade a divulgação da equipa Z-Impulse, da Escola Afonso Lopes Vieira, em Leiria, que está a participar na fase regional do F1 in Schools.

O regulamento da competição explica que os carros devem ser construídos em madeira, plásticos e metais leves, não podendo exceder os 21 centímetros de comprimento. As miniaturas mo­vimentam-se com propulsão a ar e chegam a ultrapassar os 60 km/hora, voando sobre a pista de 20 metros em menos de um segundo.

A competição desenvolve-se em três fases. A próxima etapa é a final regional, que decorre no dia 24 de abril, no edifício da incubadora Open, na Marinha Grande. Numa iniciativa patrocinada por nomes famosos da Fórmula 1, o dia decisivo do F1 in Schools em 2013 vai coincidir com o Grande Prémio das Américas.

(Notícia publicada na edição de 11 de abril de 2013)

Cláudio Garcia
claudio.garcia@regiaodeleiria.pt