Apresentado há quase dois anos pela EDP, o projeto InovGrid, que contempla a colocação de contadores inteligentes nos concelhos da Marinha Grande e Batalha, está ainda na sua fase inicial.

EDPinovgridDe acordo com o gabinete de comunicação da empresa, o início da instalação das EDPBoxes nos clientes de baixa tensão (consumidores finais) em ambos os municípios está previsto para o mês de abril e os benefícios irão verificar-se gradualmente a partir do segundo semestre.

Com os contadores inteligentes do projeto InovGrid, tanto os fornecedores de energia como os consumidores, em residências, comércios, escritórios ou indústrias, vão saber a cada instante, em tempo real, quanto gastam de eletricidade. Marinha Grande e Batalha são concelhos piloto a nível nacional, juntamente com Alcochete, Faro, Guimarães, Lamego e S. João da Madeira.

O primeiro teste já tinha decorrido em Évora. Entre as vantagens do sistema, a EDP salienta as leituras automáticas com base em consumos reais e o acesso a informação por parte dos clientes. Por outro lado, antecipam-se melhorias na qualidade do serviço e na capacidade de integração de fontes renováveis.

Até agora, de acordo com a EDP, foram realizados trabalhos de levantamento e projeto para os sistemas a instalar nos postos de transformação de Batalha e Marinha Grande.

No caso da Batalha está na fase de conclusão o projeto da rede de comunicações em rádio frequência que vai suportar a automação da distribuição e decorrem desde janeiro os testes com o novo sistema e equipamentos de comando e telegestão da iluminação pública, solução que será depois estendida a todos os concelhos do continente.

Fonte da Câmara da Batalha explicou que até ao momento foram instalados 600 contadores de energia nas redes públicas do município. Nas zonas urbanas estão a ser substituídos os relógios astronómicos por relógios com controlo remoto.

(Notícia publicada na edição de 20 de fevereiro de 2014)