Setenta pessoas ficaram desalojadas na sequência de um incêndio que deflagrou na noite de ontem, terça-feira, no centro da cidade de Ourém.

O fogo, na garagem de um prédio na rua Dr. Agostinho Barroso Gonçalves, foi combatido por 25 bombeiros e não provocou feridos. O alerta para as autoridades foi dado pelas 22h51 minutos. O edifício foi evacuado por precaução, sendo que os habitantes do prédio tiveram de encontrar alternativas de alojamento.

Luís Albuquerque, presidente da Câmara de Ourém, adianta que do total de moradores do prédio, apenas sete tiveram de passar a última noite no Pavilhão Municipal de Ourém. “Estamos a assegurar o alojamento dessas sete pessoas”, explica. Os restantes moradores dirigiram-se para habitações de familiares ou pessoas próximas, adiantou Luís Albuquerque.

Atualmente, “as habitações não estão habitáveis fruto do fumo que se instalou”, adianta o presidente da Câmara de Ourém que confia que em breve as pessoas poderão voltar às suas habitações.

O edifício, refere Luís Albuquerque, já foi vistoriado, não apresentando sinais de problemas na estrutura: “já foi feita uma vistoria por parte da Proteção Civil e de um engenheiro civil da Câmara e parece não existir nenhum problema estrutural”.

O presidente da autarquia refere que “rapidamente haverá condições para que as pessoas possam regressar às suas habitações”.