Select Page

A Padaria da Batalha: Pães e bolos com cheiro a novidade

No perímetro que rodeia o Mosteiro, a loja especializada em panificação abriu as portas na passada semana, cedendo espaço a confeções atuais

O artigo logo ao início do nome não está ali por acaso. Pela conceção de Diogo Ferreirinho, o plano de negócio do novo espaço sempre esteve centrado na ideia de ser um ponto de referência e resgatar os antigos locais de encontro da vila. Não seria mais uma padaria. Mas sim, “A Padaria da Batalha”.

A noção veio após um mergulho na história e nas tradições locais, pelo que o proprietário da recém-aberta casa de  panificação percebeu que a oferta atual do ramo já não cumpria tal papel de outrora. “Foi então que tive a certeza que havia espaço no mercado para um novo interveniente”, conta o estreante gestor da restauração que, desde o dia 10 de julho, tem um espaço a funcionar estrategicamente nas imediações do Mosteiro de Santa Maria da Vitória.

O passo seguinte foi construir a oferta de produtos. Com a possibilidade de cozer os sabores todos ali, Diogo reprovou uma ementa com mais do mesmo. “Não foi fácil”, afirma, referindo-se ao processo em que listou e experimentou diferentes fornecedores, dentro e fora de Portugal, para chegar à seleção final com cheiro a novidade. “O meu dilema foi conseguir uma variedade de pães com opções mais saudáveis, mas sempre com a preocupação de manter o sabor tradicional ao invés de industrial – o que senti em vários casos”, sublinha, antes de revelar que encontrou num fornecedor específico as receitas que prometem tornar-se as estrelas da padaria.

Diogo Ferreirinho é o nome responsável pela nova padaria da Batalha

Têm sotaque francês e chegam em leituras modernas os produtos “diferenciadores”, conforme define o responsável. Nomeadamente éclairs, tartelete e croissants. A última receita, por exemplo, chama a atenção logo à apresentação de um dos colaboradores: tem a versão clássica e duas veganas. Uma com doce de “ovos” e outra com creme de citrinos no interior. “Quis ter produtos que fazem as pessoas voltar e falar da sua experiência”, almeja o empresário.

Colado à oferta pasteleira, fica o serviço de pães cozidos no dia. Pela montra é possível escolher entre mais de uma dezena deles – pão d’avó, abóbora com nozes e baguete integral estão entre os fixos –, para além dos lançamentos semanais. A cereja do bolo, todavia, vem pelo ambiente. Nascido de uma construção de raiz, o projeto resultou numa decoração de tons claros, presença de azulejos e mobiliário moderno, com assinatura de Sérgio Silva. Somada às impressões de Diogo, o design clean fica contrastado com uma única parede original, datada de cerca de 500 anos. Sinais de que o antigo e novo têm, enfim, um novo espaço para conviver na vila.

A Padaria da Batalha

244 768 242
Rua Nossa Senhora do Caminho, nº 26, Batalha
Funcionamento: de segunda a sábado, das 8h às 20h

 

Jessica Germano
Jornalista
jessica.m.germano@regiaodeleiria.pt

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Página

Publicidade

Pergunta da Semana

A carregar

Concorda com a criação do Museu Salazar?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Newsletter Região de Leiria

app repórter no mundo

Share This