O Centro Hospitalar de Leiria (CHL) anunciou hoje a restrição de visitas aos pacientes internados para prevenir o contágio de utentes e profissionais com o coronavírus Covid-19.

A restrição integra um conjunto de medidas relacionadas com a prevenção e entra em vigor domingo, 8 de março.

Segundo nota do CHL, o Conselho de Administração da unidade de saúde considera que existe “um risco moderado a elevado de importação de casos de Coronavírus”.

As medidas abrangem quer os utentes quer os profissionais do CHL são as seguintes:

  • Suspender as visitas, restringindo a entrada a 1 acompanhante/cuidador, sem a possibilidade de troca, nos serviços de internamento, no horário em vigor (12h00 – 20h30), com efeitos a 8 de março de 2020.
  • Suspender a entrada de acompanhantes de doentes em observação nos Serviços de Urgência Geral do Hospital de Santo André (HSA) e Urgências Básicas do Hospital Distrital de Pombal (HDP) e Hospital de Alcobaça Bernardino Lopes de Oliveira (HABLO), com a exceção de acompanhantes de doentes vulneráveis, com efeitos a 8 de março de 2020.
  • No Serviço de Pediatria (internamento e urgência), permitir apenas a entrada de 1 acompanhante, no horário em vigor (24/24h), com efeitos a 8 de março de 2020.
  • No Serviço de Urgência Ginecológica/Obstétrica, permitir apenas a entrada de 1 acompanhante à sala de partos, suspendendo o acesso do acompanhante ao Bloco Operatório Central, com efeitos a 8 de março de 2020.
  • Suspender todas as atividades com entidades externas ao CHL (formações, reuniões, sessões clínicas, etc.), com efeitos a 9 de março de 2020.
  • Todas as actividades internas que envolvam profissionais de mais de 1 serviço (reuniões, formações, etc.), deverão ser alvo de uma avaliação de risco, para decidir sobre a sua realização, com efeitos a 9 de março de 2020.
  • Suspender todos os estágios que se encontram a decorrer, com efeitos a 9 de março de 2020, e os que estejam previstos decorrer após essa data.
  • Suspender todas as atividades presenciais relacionadas com visitas de promotores externos e monitorização de estudos clínicos, com efeitos a 9 de março de 2020.
  • Suspender as sessões de preparação para o parto e circuito de visita guiada pré-natal, com efeitos a 9 de março de 2020.
  • Suspender o atendimento presencial no Serviço de Gestão de Recursos Humanos (SGRH), devendo os profissionais contactar com esse serviço através de telefone (244 817 012 – Ext. 7001 e 7003), ou por email (sgrh.geral@chleiria.min-saude.pt), com efeitos a 9 de março de 2020.
  • Suspender as cerimónias religiosas da Capela do Hospital de Santo André, com efeitos a 9 de março de 2020.
  • Restauração:
    1. Refeitórios do HSA, HABLO e HDP: restringe-se o acesso a profissionais do CHL (os acompanhantes com direito a refeição deverão ser servidos nos respectivos serviços de internamento), com efeitos imediatos.
    2. Bares Externos (HSA e HABLO), restringe-se o acesso a utentes e pessoal externo ao CHL, com efeitos imediatos.
    3. Bares da Casa de Pessoal (HSA e HDP), restringe-se o acesso a profissionais do CHL, com efeitos imediatos.
  • Recomendar a todos os profissionais do CHL que evitem viagens a zonas de transmissão comunitária.
  • Não autorizar as Comissões Gratuitas de Serviço (CGS) no estrangeiro, sendo que nas situações já autorizadas, o profissional tem que enviar uma declaração ao SGRH, onde conste que leu e compreendeu os alertas, advertências, conselhos e recomendações, da responsabilidade da OMS, da DGS e do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

O Conselho de Administração do CHL acrescenta que encontrando-se o grau de risco em “constante avaliação pelas entidades competentes da área governativa da saúde”, as medidas enunciadas serão “monitorizadas e divulgadas a sua atualização ou reposição”.