Assinar Edições Digitais
Covid-19

Covid-19: Porto de Mós e Alcobaça avançam com desinfeção de espaços públicos

Os dois municípios anunciaram medidas de desinfeção em vários pontos dos seus concelhos.

A Câmara de Porto de Mós está a realizar ações de desinfeção antimicrobiana em vários locais do concelho. E o município de Alcobaça planeia medida semelhante.

“Estamos a efetuar várias ações de desinfeção antimicrobiana, no espaço interior e exterior dos edifícios públicos, e locais de elevado tráfego de pessoas em todo o concelho”, anunciou ao início desta tarde o município de Porto de Mós.

De acordo com aquela autarquia, estas ações abrangem vários edifícios públicos, incluindo repartições da Segurança Social e das Finanças, bem como o Tribunal, Cartório Notarial, centros de saúde, juntas de freguesia, IPSS, GNR, bombeiros e instalações da Câmara Municipal.

São igualmente abrangidos “todos os locais de elevado tráfego de pessoas”, o que inclui farmácias, multibancos, zonas comerciais, passeios e via pública, acrescenta a nota da autarquia.

“Esta medida será aplicada em todas as freguesias do concelho de Porto de Mós, por tempo indeterminado”, informa a autarquia.

Alcobaça avança com plano de desinfeção

Também a câmara de Alcobaça vai iniciar dentro de dois dias um plano de desinfeção das ruas do concelho, sobretudo nas zonas de maior afluência junto a supermercados e farmácias que serão limpas duas vezes por semana.

Paulo Inácio, presidente da câmara de Alcobaça, no distrito de Leiria, disse hoje à agência Lusa que “os serviços estão a procurar a fórmula adequada para a higienização de ruas em todo o concelho de forma a minimizar possíveis correntes de contágio do novo coronavírus”.

O plano de higienização vais iniciar-se dentro de dois dias e será repetido “duas vezes por semana nas ruas mais movimentadas, quer da cidade quer das freguesias”, explicou o autarca, acrescentando haver “uma maior preocupação em desinfetar as artérias de acesso aos supermercados e farmácias”.

Paulo Inácio informou ainda ter conseguido junto do Governo “a disponibilidade total e graciosa” da Estalagem do Cruzeiro, em Aljubarrota, para descanso e retiro dos profissionais de saúde, auxiliares, autoridades civil e equipas da proteção civil.

“Trata-se de um edifício pertencente aos Serviços da Presidência do Conselho de Ministros, usado para fins sociais e que, até ao dia 13 de abril, fica disponível para os profissionais que tem manifestado algum receio em ir para as suas casas e infetar familiares”, disse o autarca.

A Pousada da Juventude de Alfeizerão é outros dos equipamentos que a câmara divulgou que irá ser disponibilizado para idênticos fins e que Paulo Inácio defende que possa ser utilizada também por profissionais do Hospital das Caldas da Rainha.

A câmara vai também nos próximos dias distribuir pelos bombeiros e proteção civil do concelho equipamentos como máscaras, batas, luvas atribuídas pela Comunidade Intermunicipal do Oeste (Oestecim) aos 12 municípios que a integram (Alcobaça, Bombarral, Caldas da Rainha, Nazaré, Óbidos e Peniche, do distrito de Leiria, e Alenquer, Arruda dos Vinhos, Cadaval, Lourinhã, Sobral de Monte Agraço e Torres Vedras, do distrito de Lisboa).