Um homem de 64 anos, infetado com o novo coronavírus, morreu na quinta-feira em Paços de Ferreira, numa unidade hospitalar, onde estava internada. Esta é a quinta morte registada em Portugal devido à Covid-19.

Ontem, quinta-feira, morreu também uma pessoa em Ovar, uma octogenária da freguesia de São João de Ovar que estaria à guarda de um lar de idosos.

O relatório de hoje da Direção-Geral da Saúde (DGS) dá ainda conta de uma sexta morte na região do Algarve.

Os dois primeiros óbitos ocorreram em Lisboa (dois homens de 80 e 74 anos, respetivamente), e o terceiro, na terça-feira, de uma mulher de 94 anos, natural do Carriço (Pombal), que faleceu no hospital de Coimbra

Entretanto, o boletim epidemiológico da DGS, divulgado às 12 horas de hoje, sexta-feira, dá conta de 1.020 casos confirmados de Covid-19 (dados apurados até às 11 horas).

Encontram-se ainda à data de hoje 126 pessoas internadas, 26 das quais em unidades de Cuidados Intensivos.

As restantes 883 estão a recuperar em casa, com acompanhamento das autoridades de saúde, que têm ainda sob vigilância 9.008 contactos.

Há ainda notícia de cinco casos recuperados.

Até à data foram registados em Portugal 7.732 casos suspeitos. Destes, 5.862 não se confirmaram após realização do teste. Há por outro lado 850 a aguardar resultado laboratorial.

A região Norte continuar ser a que regista maior número de casos confirmados (506), seguida das regiões de Lisboa e Vale do Tejo (361), Centro (106), Algarve (29), Açores (3), Alentejo (2) Madeira (1). Há ainda 9 casos confirmados no estrangeiro, segundo o boletim epidemiológico diário.

Continuam a ser 24 as cadeias de transmissão ativas, enquanto os casos importados (pessoas com teste positivo de Covid-19 que vieram do estrangeiro) ascendem a 95: 31 de Espanha, 24 de França, 20 de Itália, oito da Suíça, três do Reino Unido, dois de Andorra, dois dos Países Baixos e da Bélgica, Alemanha/Áustria, Emirados Árabes Unidos, Índia e Irão com um caso cada.

Graça Freitas, diretora da DGS, anunciou hoje em conferência de imprensa, que será emitida ainda hoje uma norma que pretende impor a quem chegar do estrangeiro o isolamento profilático durante duas semanas.

A faixa etária mais afetada tem sido a dos 40-49, com 196 casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus. Há ainda 187 pessoas com teste positivo entre os 30 e 39 anos, 174 entre os 50 e 59 anos, 132 entre os 60 e 69 anos, e 126 entre os 20 e 29 anos.

De destacar ainda 18 crianças com Covid-19 com menos de 10 anos, e 44 jovens dos 10 aos 19 anos. Há ainda 90 pessoas infetadas com idades entre os 70 e 79 anos e 52 com mais de 80 anos.

Tosse (20%), febre (15%), dores musculares (11%), cefaleias (11%), fraqueza generalizada (8%) e dificuldade respiratória (6%) são os sintomas mais reportados.