Cabe aos centros de saúde locais identificar e encaminhar os utentes para a unidade móvel

O “Camião da Esperança”, que percorre o país para fazer testes de contágio à população, pára esta sexta-feira, dia 1 de maio, em Castanheira de Pera.

Cabe à Administração Regional de Saúde (ARS) do Centro, através do centro de saúde local, identificar e encaminhar os utentes para a realização dos testes na unidade móvel, que foi equipada com material médico-cirúrgico necessário, bem como duas salas de observação, áreas de reservadas de controlo e instalações sanitárias.

Promovido pela Galp, TVI e Rádio Comercial, o “Camião da Esperança” percorreu cerca de 900 quilómetros nos últimos dez dias, com o propósito de levar os testes “às zonas mais isoladas do país, onde existe maior população afastada dos serviços médicos e com menor capacidade de mobilidade”.

Constituída por quatro médicos, quatro enfermeiros, dois administrativos e um motorista, com a coordenação técnica da Associação Nacional dos Médicos de Saúde Pública, a equipa tem capacidade para realizar cerca de 100 testes por dia.

Até ao momento já permitiu testar mil portugueses nas regiões de Vila Real, Chaves, Régua, Vouzela, Almodôvar e Moura, e diagnosticar 15 casos positivos de Covid-19, referem os promotores numa nota de imprensa.

O projeto, que prossegue até 17 de maio, decorre em articulação com a ARS de cada região para “garantir que o diagnóstico cumpre todos os requisitos científicos necessários”.