Concluída a primeira semana de entrega de kits de proteção individual no âmbito da campanha #LeiriaProtege, a autarquia de Leiria distribuiu mais de 45 mil equipamentos.

“Tem sido um processo complicado e há um esforço muito grande por parte de todos os envolvidos. Isto nunca aconteceu, uma operação logística deste nível e com esta abrangência”, explica Carlos Palheira, vereador do Desporto, responsável, em conjunto com o pessoal da divisão da Cultura, pela distribuição dos equipamentos de proteção que a Câmara de Leiria está a disponibilizar à população.

O responsável reconhece que há locais onde o material disponível não foi suficiente para responder a todos os pedidos mas esclarece que nos próximos dias serão distribuídos mais kits. “Todas as pessoas que se inscreveram vão receber o seu kit. Até assegurar que todas têm o kit, este trabalho não acaba”, diz.

Até quarta-feira, mais de 70 mil leirienses inscreveram-se para receber o seu equipamento e ainda há inscrições a decorrer.

Além dos vários locais de entrega na cidade de Leiria, as juntas de freguesia também estão a promover a distribuição pelos habitantes do concelho. A estratégia adotada em cada ponto de entrega foi coordenada localmente e se em alguns pontos os munícipes foram informados por mensagem da disponibilidade dos kits, noutros entendeu-se “dar prioridade aos grupos de risco, mesmo não estando inscritos”. Estas diferenças podem, explica Carlos Palheira, justificar a falta de alguns kits para os leirienses que já se tinham inscrito.

Com quatro empresas locais a produzir viseiras e uma a produzir as máscaras, para compor os kits do #LeiriaProtege, o vereador salienta que este é um “trabalho imenso” e “há a necessidade constante de ajustar o processo de distribuição”.

Questionado sobre as reclamações de alguns leirienses pela entrega de kits incompletos, nomeadamente as viseiras, Carlos Palheira explica que estão a ser entregues quatro modelos distintos mas o formulário de montagem é único, pelo que em alguns modelos o número de peças da estrutura é menor, e diferente do que está no documento que segue em anexo. Lembra ainda que é necessário retirar as duas películas que protegem a viseira, para que a proteção não apresente uma imagem baça.

“A Câmara de Leiria sempre esteve ao lado da população, para que se sintam protegidos. Vamos concluir esta ação e fazer os ajustes à proteção das populações sempre que seja necessário”, afirma.

Além da entrega dos kits à população em geral, a Câmara de Leiria está também a disponibilizar equipamentos de proteção para o comércio local e a instituições de apoio à terceira idade, deficiência e outras IPSS do concelho, num total de 80 entidades, onde pela quarta vez desde o início da pandemia já entregou artigos de proteção individual.