Os cabeleireiros abriram portas na última semana, como muitos dos estabelecimentos do comércio tradicional. Os cafés e restaurantes preparam o regresso à atividade em força a partir de segunda-feira, dia 18, no mesmo dia em que centenas de crianças e jovens regressam às creches e escolas.

Após algumas semanas de uma calma anormal, consequência das medidas de confinamento resultantes do estado de emergência e, agora, do estado de calamidade, a cidade de Leiria retoma lentamente o seu habitual reboliço.

Um regresso marcado por rostos tapados com máscaras e viseiras, distanciamento social e a esperança de que a pandemia vivida na primeira pessoa se transforme apenas numa boa história para contar aos netos.