A EDP Distribuição vai investir até ao final deste ano 16 milhões de euros em ações de inspeção e de intervenção nas zonas de proteção e nas faixas de gestão de combustível junto às linhas de eletricidade.

“Trata-se de um aumento de 26% face a 2019, justificado com o incremento do número de Planos Municipais de Defesa de Floresta Contra Incêndios aprovados e revistos, a par do aumento do custo da globalidade das tarefas relacionadas com a vegetação”, explica a empresa.

O objetivo EDP Distribuição, enquanto operadora de uma rede aérea com 179 mil quilómetros de extensão, 28 mil dos quais em espaços florestais, no território continental, é “garantir a melhoria da qualidade de serviço e a segurança das redes elétricas.”

A empresa desenvolveu uma funcionalidade na sua aplicação e site (edpdistribuicao.pt), que permite a qualquer cidadão reportar situações de proximidade de vegetação às linhas elétricas.

No âmbito do Sistema Nacional de Defesa da Floresta Contra Incêndios, a EDP Distribuição “tem o dever de constituir faixas de gestão de combustível junto às linhas elétricas de alta e média tensão”, em locais estratégicos definidos nos Planos Municipais de Defesa da Floresta Contra Incêndios, “estando o proprietário obrigado a permitir o acesso” aos terrenos.