A Quinta do Escuteiro, centro escutista da Região de Leiria-Fátima, localizada na Batalha, já reabriu. O espaço volta a receber grupos, “tendo sido sujeito a adaptações com a segurança dos visitantes como prioridade”.

Foram quase cinco meses em que a quinta esteve encerrada a atividades. “O interregno foi importante para a realização de obras de manutenção e melhoramento das instalações”, segundo os responsáveis pelo espaço que reabriu sábado, dia 25.

A lotação da quinta, com quatro hectares, está agora reduzida a quatro grupos de escuteiros de 20 elementos, apenas da região de Leiria-Fátima, estando definidas áreas específicas para cada um dos grupos, evitando assim cruzamentos.

Os espaços de utilização comum estão disponíveis sob reserva, excetuando o Centro de Acolhimento e Formação Ambiental e a Torre de observação de aves, que se encontram encerrados.

A higienização dos espaços foi reforçada, tendo sido criada uma área de isolamento para casos suspeitos de Covid-19. É obrigatório usar máscara e cumprir a restante etiqueta respiratória recomendada pela Direção Geral de Saúde.

O acolhimento de grupos externos ao Corpo Nacional de Escutas continua a ser possível, desde que residentes no concelho da Batalha e compostos no máximo por 20 elementos. A visita destes grupos não poderá ocorrer em simultâneo com grupos de escuteiros.

Apesar da pernoita ainda não ser possível, a Quinta do Escuteiro tem recebido grupos, tendo já várias reservas para as próximas semanas. As reservas podem ser feitas através do email quintadoescuteiro@escutismo.pt.

A Quinta do Escuteiro é propriedade da Junta Regional de Leiria do Corpo Nacional de Escutas e foi fundada em 1986.