Assinar Edições Digitais
Alcobaça

Cistermúsica estende programação com “Outros mundos”

Este sábado, 24 de outubro, há concerto com música do Barroco numa igreja de Alcobaça e amanhã “renasce” em Lisboa o grupo de sopros da Banda de Alcobaça.

A Igreja de Nossa Senhora da Conceição, em Alcobaça, recebe o trio La Nave Va

Ontem houve concerto online pelo Grupo de Música Contemporânea de Lisboa, hoje há Barroco sacro ao vivo em Alcobaça e amanhã o Grupo de Instrumentos de Sopro da Banda de Alcobaça volta à atividade em Lisboa. A 28ª edição do festival Cistermúsica prolonga-se até ao fim do ano com a programação “Outros mundos”, que promete levar música a locais inesperados.

Segundo a Banda de Alcobaça, a extensão do festival para lá a programação regular – que esgotou todos os concertos apresentados -, permite realizar alguns espetáculos que não foi possível fazer acontecer devido à pandemia, ao mesmo tempo de dá a conhecer “temáticas musicais diferenciadoras”, levando uma “diversidade de ‘mundos’ musicais” a “locais inusitados”.

Depois do concerto do Grupo de Música Contemporânea de Lisboa ontem, sexta-feira, este sábado, 24 de outubro, é o Trio La Nave Va que atua na Igreja de Nossa Senhora da Conceição, em Alcobaça, às 21h30.

Este será o primeiro momento do “Ciclo Música em Igrejas”, que terá continuidade noutras capelas do concelho. La Nave Va apresenta-se em trio, com flautas de bisel, cravo e violoncelo e um programa do Barroco sacro, integrando obras de Biber e Albioni. As entradas são grátis e devem ser reservadas aqui.

Domingo, 25 de outubro, assinala-se o renascimento do Grupo de Instrumentos de Sopro da Banda de Alcobaça (fundado em 1990), que se apresenta às 17 horas em Lisboa, na Igreja de São João Baptista do Lumiar. O espetáculo surge em parceria com o Festival de Música no Termo.