Assinar


Peniche

PJ aponta para homicídio seguido de suicídio em Peniche

Um homem e uma mulher não sobreviveram aos ferimentos provocados por uma arma de fogo.

Imagem com a inscrição de Polícia Judiciária no exterior de um edifício

Um homicídio seguido de suicídio terá estado na origem da morte de um homem e dos ferimentos de uma mulher, que foram encontrados baleados, no interior de uma caravana, em Peniche.

“Um matou o outro e suicidou-se de seguida”, explicou fonte da Polícia Judiciária (PJ) à agência Lusa, acrescentando que a investigação não aponta para a intervenção de terceiros no caso.

Populares encontraram o casal ferido com arma de fogo no interior de uma caravana estacionada no Cabo Carvoeiro, esta terça-feira, cerca das 10h30, e alertaram as autoridades.

Chegados ao local, os meios de socorro confirmaram o óbito do homem, de nacionalidade italiana, que se encontrava há cerca de seis meses em Portugal, adiantou a mesma fonte.

A mulher, também estrangeira e residente em Peniche, foi transportada em estado crítico numa ambulância para o Hospital de Santa Maria, em Lisboa, mas acabou por falecer.

Um helicóptero chegou a estar acionado para socorrer a vítima, mas foi desmobilizado, dado o estado crítico da mulher.

No local, estiveram 19 operacionais e 10 viaturas da PSP, dos bombeiros e da Polícia Marítima de Peniche e ainda da Viatura Médica de Emergência e Reanimação de Caldas da Rainha.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.