Assinar

“Fazer o bem olhando a quem” aposta na solidariedade que ultrapassa obstáculos pandémicos

Este ano o Banco Alimentar de Leiria-Fátima é a instituição escolhida para receber o apoio da campanha liderada pelo REGIÃO DE LEIRIA

Banco Alimentar recebe o apoio da campanha solidária do REGIÃO DE LEIRIA

É já um marco na região. A campanha “Fazer o bem olhando a quem”, há mais de duas décadas promovida pelo REGIÃO DE LEIRIA, continua apostada em assegurar recursos às instituições que fazem a diferença, apoiando a comunidade em diversas áreas.

O Banco Alimentar de Leiria-Fátima foi escolhido este ano para receber o apoio da campanha. A pandemia e as alterações que daí decorreram, implicaram algumas alterações na implementação da iniciativa, mas não no espírito e nos objetivos da campanha. Ao contrário do que era usual, a venda natalícia do jornal não percorrerá as ruas da região com ardinas solidários. Mas, ainda assim, esta edição do jornal é solidária e o valor da venda em banca e junto de empresas da região reverterá a favor da instituição. Se é certo que os ardinas não estarão, por razões de saúde pública, a realizar a venda nas ruas, o leitor pode ser um ator nesta campanha, adquirindo um ou mais jornais nas bancas, assim acrescentando verbas que terão um destino solidário, apoiando quem mais precisa.

150

Nas última duas décadas, a campanha promovida pelo REGIÃO DE LEIRIA, já reuniu mais de 150 mil euros a favor de cerca de seis dezenas de instituições do distrito de Leiria e concelho de Ourém que prestam apoio social em diversas áreas.

Ao longo dos anos, a campanha promovida pelo REGIÃO DE LEIRIA, já reuniu mais de 150 mil euros a favor de cerca de seis dezenas de instituições do distrito de Leiria e concelho de Ourém que prestam apoio social em diversas áreas. E o apoio que a comunidade regional tem emprestado à campanha, faz tanto ou mais sentido neste ano invulgar.

Afinal, o contexto atual acrescentou pressão à instituição de solidariedade a operar em Leiria. Basta levar em conta que, de acordo com os dados do Banco Alimentar Contra a Fome de Leiria-Fátima, foram registados 700 novos pedidos de ajuda, todos eles consequência da covid-19, nos nove concelhos abrangidos pela unidade – Leiria, Alvaiázere, Batalha, Porto de Mós, Marinha Grande, Pombal, Figueiró dos Vinhos, Pedrógão Grande, Alvaiázere e Ourém.

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é assinante, entre com a sua conta. Entrar