Assinar Edições Digitais


Leiria

Leiria é o segundo distrito mais afetado pelo mau tempo que assola o país

O país contabilizou 793 ocorrências devido ao mau tempo, 79 das quais em Leiria

O distrito de Leiria foi o segundo mais atingido pelo mau tempo que deste sábado, dia 20, está a atingir todo o país, segundo a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC)

EN8 interrompida em Mendalvo, Alcobaça (cruzamento SMOC), assim como as estradas Acipreste-Vimeiro e de Fervença, entre a antiga discoteca Sunset e as Termas da Piedade (Foto: CMA)

O mau tempo que atinge Portugal provocou, entre as 8 horas e as 22 horas de sábado, um total de 793 ocorrências no país, quase metade no distrito de Lisboa, segundo a ANEPC.

O comandante da ANEPC Pedro Araújo adiantou que as previsões indicam que a precipitação mais forte ocorra nas próximas horas, mais a sul, nos distritos de Beja e Faro, mas sem a mesma intensidade da verificada durante o dia em Lisboa, Setúbal e Leiria.

Pedro Araújo adiantou que o balanço de 12 horas – entre as 8 e as 20 horas indica que no distrito de Lisboa registaram-se 419 ocorrências, seguindo-se os distritos de Leiria (79) e Setúbal (69).

No período de 14 horas foram registadas 453 inundações, 138 quedas de árvore e 114 quedas de estruturas.

“Não temos conhecimento de nenhuma vítima associada às condições meteorológicas adversas”, referiu o responsável da ANEPC, ao avançar que a grande maioria das situações verificadas foram de danos em edifícios e veículos, assim como inundações.

O comandante da Proteção Civil disse ainda que, na sequência de uma queda de uma árvore de grande porte ao início da tarde, ainda se mantém cortada a linha ferroviária no sentido Lisboa-Cascais, enquanto o percurso inverso já foi reaberto.

“Está ainda seriamente condicionada a circulação nesta linha. Ainda não há previsão para a reabertura” dos dois sentidos, disse Pedro Araújo.

Outra das ocorrências registadas durante a tarde resultou de uma barreira que soterrou um posto de transformação da EDP na Nazaré, provocando um corte de energia, que ainda não foi reposta, adiantou.

Inundação de estrada em Alcanadas, no concelho da Batalha (Foto: CMB)

O Instituto Português do Mar e Atmosfera (IPMA) colocou sábado sob aviso laranja 13 dos 18 distritos, incluindo toda a costa do país, e a amarelo cinco distritos do interior devido ao mau tempo.

De acordo com o ‘site’ do instituto, os distritos do litoral, incluindo todo o Algarve, estão sob aviso laranja.

Os avisos laranja devem-se sobretudo à precipitação, embora nos distritos mais a norte, Porto, Braga e Viana do Castelo, se devam também ao vento e à agitação marítima.

Os distritos de Évora, Portalegre, Castelo Branco, Guarda e Bragança estão sob aviso amarelo, assim como os arquipélagos da Madeira e dos Açores.

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) tem sob alerta amarelo todos os 18 distritos.

A situação de alerta amarelo vai manter-se até às 13 horas deste domingo.

O aviso laranja indica situação meteorológica de risco moderado a elevado e o amarelo é emitido pelo IPMA sempre que existe risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.