Assinar


Leiria

PSD questiona Governo sobre recuperação do Pinhal de Leiria

“Falta calendarização das ações e há crescentes problemas fitossanitários”, alertam os deputados

Os deputados do PSD eleitos pelo círculo de Leiria enviaram uma pergunta ao Governo a questionar sobre a calendarização das ações a adotar na Mata Nacional de Leiria, que visam a sua recuperação após o incêndio de 2017.

Na missiva dirigida ao ministro do Ambiente e Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, os deputados do PSD questionam ainda a calendarização das ações previstas para o primeiro trimestre de 2021 e seguintes.

Os sociais-democratas Margarida Balseiro Lopes, Hugo Oliveira, Pedro Roque, Olga Silvestre e João Marque pretendem ainda saber quando será público o portal eletrónico de acesso geral para divulgação da informação sobre o prosseguimento das ações de recuperação da Mata Nacional de Leiria.

Os deputados recordam que a “recuperação do património natural do Pinhal do Leiria, prometida após os incêndios de 2017, que consumiram cerca de 9.500 hectares da Mata Nacional de Leiria, tem revelado atrasos consecutivos”.

Para os sociais-democratas, esta matéria “tem exposto as dificuldades do Governo em gerir um espaço florestal com desafios diversos ao nível da escassez de recursos, da falta de calendarização das ações e dos crescentes problemas fitossanitários das espécies florestais”.

A Assembleia da República, “após várias recomendações aprovadas e ignoradas pelo executivo, inscreveu em lei no Orçamento do Estado para 2021 a autorização de uma despesa pública de cinco milhões de euros para implementar medidas de recuperação e rearborização da Mata Nacional de Leiria e de outras matas de gestão pública”.

Os deputados acrescentam que o Orçamento do Estado determinou ainda a criação de um portal eletrónico de acesso geral para divulgação da informação sobre o prosseguimento das ações de recuperação da Mata Nacional de Leiria, na sequência da falta de execução de recomendações no mesmo sentido.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.