Assinar
Marinha Grande

Atrium “prontinho” para receber conservatórias

A obra arrancou o verão passado e era-lhe apontado um custo de meio milhão de euros, suportados pelo IRN.

As obras de remodelação do espaço do Atrium, na Marinha Grande, para ali se instalarem os serviços do Instituto de Registos e Notariado (IRN) estão prontas. “Está prontinho a usar”, garante Carlos Caetano, vice-presidente da Câmara da Marinha Grande.

A obra arrancou o verão passado e era-lhe apontado um custo de meio milhão de euros, suportados pelo IRN.

O edifício Atrium já foi espaço preparado para um mercado municipal que nunca chegou a sê-lo. Agora vai receber os serviços do IRN, resultado de um contrato de arrendamento do imóvel da autarquia ao Estado formalizado em junho de 2019.

Embora as obras de adaptação do espaço estejam prontas, não se sabe quando acontecerá a mudança dos serviços, há décadas instalados num imóvel que, entre outros problemas, constitui um obstáculo no acesso por parte de pessoas com mobilidade condicionada.

A obra “está pronta da nossa parte”, adiantou Carlos Caetano, na reunião do executivo da última segunda-feira. Questionado pela vereadora Alexandra Dengucho (CDU) sobre a demora na abertura dos serviços, o vice-presidente da Câmara da Marinha Grande explicitou que o espaço “está pronto a usar”.

Quanto à transferência dos serviços, essa é uma matéria que “depende do ministério da justiça e do IRN, que decidirá quando faz a mudança para lá”. O vereador socialista assegura que o município e a presidente de Câmara, Cidália Ferreira – que não esteve na reunião do executivo – tem pressionado a tutela para que a mudança dos serviços se concretize o quanto antes.

Alexandra Dengucho, por sua vez, solicitou a disponibilização da correspondência municipal a solicitar essa mudança dos serviços. “Depois do esforço do município, ninguém quer ver os serviços a funcionar mais do que nós”, respondeu Carlos Caetano.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.