Assinar
Sociedade

Estudantes de Leiria lançam campanha de angariação de fundos para refugiados

Doações serão encaminhadas para fins alimentares, através de associação que se encontra a trabalhar nos campos de refugiados.

Bruna Duarte e Beatriz Silva procuram angariar fundos para apoiar associação Refugees Welcome Portugal, na Bósnia.

Beatriz Silva e Bruna Duarte, estudantes da Licenciatura em Educação Social, no Politécnico de Leiria, estão a realizar uma campanha de angariação de fundos para ajudar refugiados nos campos de Bihac, na Bósnia.

A campanha decorre até final do mês em parceria com a associação juvenil Refugees Welcome Portugal.

A ideia surgiu em contexto académico, na unidade curricular de Sociologia das Migrações, após a abordagem do tema refugiados e do contacto com Susana Costa, gestora de projetos da Refugees Welcome Portugal, contam as duas jovens ao REGIÃO DE LEIRIA.

Segundo as estudantes, as doações feitas em Campanha de arrecadação de fundos de Grupo de Estudantes de Leiria: Campanha de Fundos para os Refugiados na Bósnia (gofundme.com) vão ser entregues à Refugees Welcome Portugal, que depois disponibiliza as verbas, através de vouchers, em parceria com uma mercearia local, onde os refugiados podem adquirir produtos.

A associação, explicam, “sabia que eles [refugiados] iam para lá [Bósnia]. No inverno, eles passam muito frio, muitos sofrem violência, não têm água e as tendas estão lotadas, vivem com pessoas que não conhecem”. Nestes campos de refugiados há ainda muitas crianças, alertam as estudantes.

Segundo Beatriz Silva e Bruna Duarte, esta temática é muito importante e o primeiro passo é “reconhecer que se trata de um problema”. “É uma realidade, um problema de todos nós”, dizem, manifestando alguma incompreensão pela “inércia” de quem tem poder sobre estas situações.

As duas estudantes em Leiria têm participado em diversas ações de voluntariado, um caminho iniciado em 2020, com várias entidades da região: Câmara Municipal de Leiria, Barafunda – Associação Juvenil de Cultura e Solidariedade Social (Benedita), Associação dos Profissionais Técnicos Superiores de Educação Social (APTSES) e o Programa 60+, do Politécnico de Leiria.

A abertura que o voluntariado lhes dá, referem, é um dos aspetos que mais as cativa, para além das colaborações pontuais que lhes permitem não ter um lugar fixo e ajudar mais pessoas.

“É uma experiência profissional, um crescimento pessoal. Não recebemos dinheiro, mas recebemos outras coisas”, afirmam.

Independentemente do resultado da campanha, onde esperam conseguir contribuir de alguma forma para melhorar a vida dos refugiados na Bósnia, no futuro, Bruna e Beatriz querem que o voluntariado continue a fazer parte das suas vidas. “Se temos a oportunidade de fazer algo, por que não o fazer?”, questionam, desafiando outros jovens a integrar projetos de voluntariado.

A Refugees Welcome Portugal é uma associação cujo objetivo é criar uma cultura de boas-vindas para os refugiados. O projeto, com sede no Porto, foi acolhido pela associação portuguesa Home Without Borders e lançado em setembro de 2015. Presta auxílio na área da habitação, ensino do português, atividades culturais e de lazer, apoio à empregabilidade, bem como apoio jurídico e psicológico.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.