Assinar
Autárquicas 2021

Batalha: Ex-presidente regressa para disputar maioria confortável do PSD

Seis candidatos concorrem à presidência da Câmara da Batalha no próximo dia 26 de setembro. Saiba quais são as suas prioridades.

Batalha

População residente 15.553
Eleitores 13.956
Freguesias 4
Câmara Municipal 7 eleitos
Assembleia Municipal 21 eleitos

Com os socialistas oficialmente fora da corrida autárquica no concelho, à primeira vista seria de esperar que a renovação da maioria do PSD, com a recandidatura do atual presidente da Câmara, fosse um cenário com uma elevada probabilidade de acontecer. Afinal, há quatro anos, o PSD confirmou uma maioria confortável, com 53,8% dos votos, deixando a segunda lista mais votada, candidatada pelo PS, a mais de 30 pontos de distância, com “apenas” 20% dos votos expressos.

Todavia, na Batalha, as eleições registam um nível de disputa que há muito não se verificava. Curiosamente, um dos responsáveis por esse facto é proveniente da área socialista.

Foi presidente da Câmara de Leiria e é deputado do PS. É, ainda, antigo presidente da Câmara da Batalha eleito pelo CDS-PP: Raul Castro regressa como candidato pelo movimento independente “Batalha é de todos”. O parlamentar socialista e cabeça de lista dos independentes, reclamou apoios em diversos quadrantes políticos do concelho e aposta em interromper a maioria absoluta inaugurada por Paulo Batista Santos em 2013. Mas só os resultados de dia 26 ditarão se o PSD resiste à investida e permanece no poder municipal, situação que mantém há duas décadas, desde 2001. Na corrida para interromper o reinado social-democrata, contam-se quatro outros candidatos. O CDS-PP (que governou a câmara com Raul Castro e também no primeiro mandato de António Lucas) concorre com o atual vereador da oposição Horácio Moita Francisco.

O Chega estreia-se com Sara Santos, candidata nascida na Suíça, mas com raízes no concelho. Outra estreia está a cargo de Dário Florindo, o candidato que a Iniciativa Liberal escolheu para se apresentar a votos, pela primeira vez, na Batalha. Ao invés, a CDU reforça a aposta em José Valentim: já concorreu várias vezes à Câmara sem nunca ter sido eleito. Todavia, é o responsável por assegurar, em 2013, um pouco usual lugar na Assembleia Municipal da Batalha para a CDU.

Conheça, de seguida, a opinião dos seis candidatos na Batalha.

Dário Florindo: “Somos a única alternativa real nestas eleições”

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.