Assinar
Autárquicas 2021

Porto de Mós: Jorge Vala e João Salgueiro no epicentro de uma corrida a quatro

Quatro candidatos concorrem à presidência da Câmara de Porto de Mós no próximo dia 26 de setembro. Conheça as suas prioridades.

Porto de Mós

População residente 23.211
Eleitores 20.716
Freguesias 10
Câmara Municipal 7 eleitos
Assembleia Municipal 21 eleitos

O regresso de João Salgueiro, que nestas eleições volta a disputar a presidência da Câmara de Porto de Mós, é um dos principais fatores de interesse nas eleições marcadas para o final deste mês.

Entre 2005 e 2017, João Salgueiro liderou o município, nas listas socialistas, interrompendo décadas de domínio do PSD. A sua saída, por limite de mandatos, coincidiu com o regresso do PSD ao poder, há quatro anos. Na altura, Jorge Vala conseguiu a presidência, uma maioria, ainda que relativa, e o marco de fazer terminar o ciclo de vitórias do PS pela mão de João Salgueiro.

O atual presidente da Câmara volta a candidatar-se, encabeçando as listas do partido laranja. A acontecer, a reeleição consolidará o domínio do PSD.

Há, todavia, um factor capaz de interferir neste cenário: João Salgueiro, novamente pelo PS, volta a candidatar-se com o objetivo de limitar a um mandato a gestão social-democrata de Jorge Vala. Salgueiro conseguiu granjear apoios em sectores que, em 2017, divergiram do PS para um movimento independente (AJSIM), na altura liderado pelo seu ex-número dois, Albino Januário. Em 2017 o AJSIM amealhou quase um quarto dos votos. Todavia, o movimento manifestou-se neutro neste ato eleitoral, sendo incerta a dimensão da sua influência nos resultados deste ano.

Mais certo é que estas eleições poderão ajudar a clarificar se o PSD consolidou a sua maioria ou se o regresso de João Salgueiro pode criar uma nova dinâmica de poder.

Há ainda a possibilidade de outros candidatos poderem provocar uma surpresa. Importa referir que esta não é uma corrida a dois. Afinal, a CDU – que desde a década de 1980 não elege para o executivo – aposta em Pedro Santos e o Chega “recruta” no universo centrista local, com António Alves a regressar à sua qualidade de candidato, desta feita sob a sigla de André Ventura.

Conheça, de seguida, a opinião dos quatro candidatos em Porto de Mós.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.