Assinar
Sociedade

Com quase 14 mil matrículas, Politécnico de Leiria regista o maior número de alunos de sempre

Aumento aplica-se também aos estudantes internacionais oriundos de mais de 70 países

No ano letivo que agora está a ter início, são quase 14 mil os alunos que frequentam o conjunto de cursos do Politécnico de Leiria. Este número representa um aumento de 5% face ao ano letivo anterior e um recorde para a instituição que, de ano para ano, tem visto crescer a sua comunidade académica.

Em nota de imprensa, o Politécnico explica que aos 13.600 já matriculados vão juntar-se agora os estudantes matriculados no âmbito das terceiras fases de candidaturas. No aumento registado está igualmente refletido o crescimento de estudantes internacionais com mais de 70 nacionalidades.

O crescente aumento do número de alunos “afirma o Politécnico de Leiria como instituição de ensino superior de referência a nível nacional e internacional”, refere a mesma nota

“Este será o sexto ano consecutivo de crescimento do Politécnico de Leiria. Este resultado traduz o reconhecimento da qualidade da formação em todas as nossas Escolas Superiores, mas também a qualidade de vida e as oportunidades de empregabilidade qualificada da região onde estamos inseridos”, afirma Rui Pedrosa, presidente do Politécnico de Leiria, citado no documento enviado às redações.

imagem do exterior do edifício dos serviços centrais do politécnico de leiria
Imagem de arquivo

No conjunto da oferta formativa, a instituição disponibiliza cursos técnicos superiores profissionais (TeSP), licenciaturas, mestrados, pós-graduações e formação contínua.

Contemplando os matriculados da primeira fase e os colocados da segunda fase de acesso ao ensino superior, ingressaram no Politécnico 1.879 novos estudantes através do concurso nacional de acesso, preenchendo mais de 92% das vagas colocadas a concurso nas suas cinco Escolas.

O Politécnico informa ainda que, nas duas fases do concurso nacional de acesso, a Escola Superior de Educação e Ciências Sociais (ESECS), a Escola Superior de Saúde (ESSLei) e a Escola Superior de Artes e Design (ESAD.CR) preencheram 100% das vagas iniciais disponíveis, Escola Superior de Turismo de Tecnologia do Mar (ESTM) ocupou 86,4% e a Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG) apresenta uma taxa de ocupação de 83,6% das vagas colocadas a concurso.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.