Assinar
Ourém

Ourém é o concelho do Médio Tejo com mais casos de violência doméstica

Este ano, já foram relatados 31 casos de agressão no concelho.

Em agosto do ano passado, a GNR anunciou a detenção de um homem, em Ourém, por agredir “física e psicologicamente de forma reiterada, durante os 47 anos de casamento, a sua mulher de 64 anos, ameaçando-a de morte constantemente”. Este foi um dos vários casos de violência doméstica registados nos últimos dois anos naquele concelho. Entre 2019 e 2020, Ourém foi o município do Médio Tejo com mais casos relatados e o segundo no distrito de Santarém.

Em 2020, foram realizadas 24 sinalizações para o Espaço M – Estrutura de Atendimento à Vítima de Violência Doméstica de Ourém. O número aumentou em 2021 e já alcançou os 31. As vítimas são, sobretudo, do sexo feminino (87%), sendo que 47% têm idades compreendidas entre os 35 e os 54 anos. Os agressores são do sexo masculino (89%), sendo que 66% são cônjuges ou companheiros das vítimas e 15% ex-cônjuges ou ex-companheiros, revelam os dados divulgados por aquele organismo.

A sinalização é feita, maioritariamente pelas forças de segurança (44%), mas as vítimas também procuram ajuda (21%). Os casos chegam ainda à Estrutura através de sinalização de familiares (8%), da CPCJ (7%), da APAV (4%) e de entidades de intervenção local (16%). 55% dos casos referenciados à Estrutura de Atendimento à Vítima permanecem em acompanhamento e 45% já foram arquivados.

Desde 2018, ano em que a Estrutura de Atendimento à Vítima de Ourém entrou em funcionamento, integrando o projeto Maria da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, efetuou 381 atendimentos a 73 vítimas de violência doméstica. No entanto, já desde 2011 apoiava as vítimas através do Núcleo de Apoio à Vítima de Ourém.

A Estrutura de Atendimento à Vítima de Violência Doméstica de Ourém foi auditada pela Comissão para a Igualdade de Género, esperando ser certificada até final do ano, anunciou António Castanheira, responsável pelo Espaço M durante uma tertúlia, no Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres. As diversas entidades locais irão integrar a Rede Local de Apoio às Vítimas de Violência Doméstica do concelho de Ourém, a implementar em 2022.

Contactos e números de emergência

Associação Mulher Século XXI
Largo Rainha Santa Isabel, Nº1 r/c Dto 2410-165 Leiria
Tel. 244 821 728
Tlm. 964 854 462
Tlm. 910 908 368
email. geral@mulherseculoxxi.com
Centro de Atendimento às Vítimas de Violência Doméstica
244 821 728
Linha de Apoio à Vítima Idosa de Violência Doméstica (chamada gratuita)
800 210 340PUB 

Outros contactos

112 – Número de telefone de emergência único europeu (chamada gratuita)
144 – Linha Nacional de Emergência Social
800 202 148 – Serviço de Informação a Vítimas de Violência Doméstica (CIG – Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género)
116 006 – Linha de Apoio à Vítima (APAV – Apoio à Vítima) (chamada gratuita – Dias úteis das 8 às 22 horas)
SMS – 3060

Inquérito de satisfação aos leitores

Com este inquérito, o REGIÃO DE LEIRIA tem por objetivo conhecer a opinião dos leitores e melhorar o serviço que presta. Para esse fim, pedimos 5 minutos do seu tempo para responder a um questionário.