Assinar
Caldas da Rainha

Centro Hospitalar do Oeste explica retenção de macas com sobrelotação

Atualmente “a situação já foi ultrapassada, não existindo macas retidas”, no Hospital de Caldas da Rainha

O Centro Hospitalar do Oeste reconheceu hoje que estiveram “retidas algumas macas das corporações de bombeiros, por motivos de sobrelotação dos espaços e impossibilidade de admissão de novos doentes em condições de segurança, no interior do Serviço de Urgência da Unidade de Caldas da Rainha”.

Essa situação ocorreu ontem e “atualmente a situação já foi ultrapassada, não existindo macas retidas”, aponta comunicado desta tarde do Centro Hospitalar do Oeste (CHO).

Os responsáveis do centro hospitalar adiantam que “tem havido uma grande afluência de doentes” aos serviços de urgência e às áreas de atendimento respiratório, situação que “tem provocado alguns constrangimentos no atendimento dos doentes que acorrem a estes serviços”.

A afluência é superior ao triplo do registado o ano passado, nesta altura, explicam ainda. “No dia de ontem, foram atendidos na Urgência Geral da Unidade de Caldas da Rainha 155 doentes, quando no mesmo dia de 2021 o número de atendimentos restringiu-se aos 87. No que respeita ao ADR-SU de Caldas da Rainha, foram ontem atendidos 58 doentes, contra os 14 admitidos no mesmo dia do ano, em 2021”, aponta o comunicado.

O cenário foi semelhante em Torres Vedras: “foram admitidos dia ontem, 149 doentes na Urgência Geral (no mesmo dia de 2021, foram 109) e 49 no ADR-SU (no mesmo dia de 2021, foram 23)”.

Os responsáveis do centro hospitalar lembram ainda que boa parte dos doentes que acorreram aos serviços não eram prioritários.

“Verifica-se ainda uma procura dos Serviços de Urgência apenas para a realização de testes Covid, que em nada beneficia a capacidade de resposta para os doentes efetivamente urgentes”, salientam.

“Tendo em conta a elevada afluência aos Serviços de Urgência, apela-se aos utentes que utilizem as urgências hospitalares apenas em situações realmente urgentes”, referem ainda na nota de imprensa divulgada esta tarde.

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é assinante, entre com a sua conta. Entrar