Assinar
Cultura

Candidatura a Capital Europeia da Cultura custou mais de 250 mil euros a Leiria

Entre 2018 e 2021, custo médio anual da candidatura rondou os 65 mil euros.

O Município de Leiria investiu mais de 250 mil euros na elaboração da candidatura a Capital Europeia da Cultura 2027, foi revelado esta terça-feira, na reunião do executivo camarário.

A informação foi dada pelo presidente da Câmara de Leiria, Gonçalo Lopes (PS), após ter sido questionado pela vereadora do PSD, Branca Matos, sobre os valores gastos na candidatura e na programação, tendo este último ponto ficado sem resposta.

Numa compilação que já trazia elaborada, Gonçalo Lopes abordou o processo da candidatura desde o seu início, em 2016, e considerou que o projeto vai continuar.

“No que diz respeito ao investimento, há que estabelecer uma separação clara entre aquilo que foi o investimento na elaboração da candidatura e a programação e divulgação cultural, sendo que a elaboração da candidatura se cifrou num total de 258.900 euros, um valor médio anual de 64.725 euros, entre 2018 e 2021”, revelou.

Para o autarca, o investimento realizado “já começou a dar frutos, porque se construiu um projeto com um horizonte temporal que vai muito além de 2027 e que já começou a ter impacto no território, em ações que geraram mais-valias em termos de cocriação artística e programação cultural, capacitação de agentes culturais e em trabalho colaborativo, que teve, tem e terá tradução em ações de programação cultural de imensa relevância”.

Já no início da semana, a Comissão Política Concelhia de Leiria do PSD e a concelhia do Bloco de Esquerda tinham pedido contas do valor total gasto pelo município de Leiria na candidatura.

Considerando que a exclusão de Leiria dos finalistas “foi recebida naturalmente com tristeza”, o presidente salientou que a “decisão não belisca” a “validade, o empenho e envolvimento de um projeto que não morre aqui e que representa e continuará a representar um enorme potencial para o futuro Leiria como cidade líder de uma região”.

O projeto delineado envolveu 26 municípios das comunidades intermunicipais de Leiria, Oeste e Médio Tejo, os politécnicos de Leiria e de Tomar, a associação empresarial de Leiria e a Diocese de Leiria-Fátima.

As cidades de Ponta Delgada, Braga, Aveiro e Évora são as finalistas a Capital Europeia da Cultura em 2027.

Estas quatro cidades foram escolhidas entre 12 municípios que apresentaram uma candidatura e passam para a fase final do processo de candidatura a Capital Europeia da Cultura em 2027.

Foram submetidas candidaturas por Aveiro, Braga, Coimbra, Évora, Faro, Funchal, Guarda, Leiria, Oeiras, Ponta Delgada, Viana do Castelo e Vila Real.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.