Assinar
SOS Ucrânia

Nerlei apela às empresas da região de Leiria para que acolham refugiados ucranianos

A NERLEI “apela ainda aos associados para participarem na campanha de recolha de bens”

Kiev, Ucrânia. Monumento à Liberdade (Foto: Pixabay)

A Nerlei – Associação Empresarial da Região de Leiria “acompanha com preocupação os acontecimentos dos últimos dias na Ucrânia” e “incentiva as empresas interessadas a sinalizarem [aqui] a sua disponibilidade para o acolhimento de refugiados ucranianos”.

Em comunicado, a Nerlei explica que a iniciativa está em “linha com a concertação entre o Ministério do Emprego e da Segurança Social e as confederações patronais, em que a Confederação Empresarial de Portugal (CIP) se inclui e da qual a NERLEI é associada”.

“O Ministério do Emprego e da Segurança Social, em conjunto com o Instituto do Emprego e Formação Profissional, através de plataforma eletrónica a criar para o efeito, recolherão a sinalização de interesse dessas empresas”, explica.

“A CIP e a NERLEI divulgarão mais informações à medida que as mesmas sejam disponibilizadas” e a NERLEI “apela ainda aos associados para participarem na campanha de recolha de bens, que está a ser articulada com a câmara de Leiria e representantes da comunidade ucraniana”.

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é assinante, entre com a sua conta. Entrar