Assinar
Leiria

Gonçalo Lopes anuncia extensão do percurso Polis e construção de piscinas ao ar livre

Também a requalificação da rua Mouzinho de Albuquerque e a mudança do SMAS e da Escola Profissional de Leiria para o topo Norte são outras das novidades anunciadas pelo autarca.

Joaquim Dâmaso

Piscinas ao ar livre, uma extensão do percurso Polis, a requalificação da rua Mouzinho de Albuquerque ou a saída dos estaleiros municipais da Guimarota são alguns dos projetos que o executivo municipal de Leiria se prepara para realizar nos próximos meses e que hoje foram anunciados por Gonçalo Lopes, no seu discurso realizado no âmbito das comemorações do Dia do Município.

Gonçalo Lopes abordou o passado e o presente do município, não esqueceu o futuro, nem como os leirienses e agentes locais têm contribuído para fazer de Leiria “um território cada vez mais atrativo e competitivo”.

“Vivemos num tempo em que a incerteza assumiu o papel de constante no nosso quotidiano, um paradigma que nos obriga a reajustar a nossa estratégia a uma conjuntura que exige, não obras faraónicas, mas sobretudo intervenções táticas e cirúrgicas, com metodologias de ação de grande agilidade e permanente capacidade de adaptação e resposta”, afirmou.

A requalificação do Mercado Municipal, a construção do Centro Escolar dos Marrazes, a requalificação das avenidas Nossa Senhora de Fátima e General Humberto Delgado ou as intervenções em Monte Real e nos Milagres, e o Centro de Artes Vila Portela foram alguns dos projetos enunciados, que representam como se está a “pensar e desenhar uma estratégia para o futuro de Leiria”,

Já no que respeita aos projetos que brevemente vão sair do papel e passar para o terreno estão a “consolidação de um corredor verde que atravessa toda a cidade, ancorado no Percurso Polis”, através da sua extensão até ao novo Parque Verde da Quinta da Malta e à Estação, “garantindo um corredor pedonal e ciclável até ao centro de Leiria”; investimentos no Instituto da Vinha e do Vinho e no antigo Seminário Diocesano; e a construção de um complexo de piscinas ao ar livre, “há tanto tempo ansiado”.

A solução do topo Norte do Estádio, “que será determinante para a atração de investimento de empresas de base tecnológica, e criação de uma nova centralidade de serviços na cidade”, é outra das áreas de ação. Para o topo Norte, anunciou Gonçalo Lopes, está a ser estudada a instalação, na torre poente, dos SMAS e da Escola Profissional de Leiria.

Já os projetos culturais pensados para aquele local serão transferidos para o Instituto da Vinha e do Vinho, enquanto em São Romão e na Guimarota, com a mudança de localização dos estaleiros do Município, será criada “uma nova bolsa de desenvolvimento urbano junto ao Polis”, que impulsionará “a regeneração e valorização urbana de duas zonas da cidade que necessitam de um novo impulso”, indica.

A rua Mouzinho de Albuquerque, bem como as ruas de S. Francisco, Rua Coronel Teles Sampaio Rio e o Beco de S. Francisco, vão ser alvo de uma intervenção de requalificação “muito em breve”, o que causará impacto junto de moradores, comerciantes e trabalhadores, explica, mas que o presidente da Câmara de Leiria entende que trará a “dignidade que lhe é devida”, após a conclusão dos trabalhos, com “um quarteirão regenerado, mais atrativo para o comércio e habitação, com melhor ambiente e menos poluição, mais segurança para automóveis e peões”.

“O exercício de gestão municipal é feito de decisões e escolhas. Escolhas entre a ação, que arrisca, que ousa, que por vezes erra, mas que faz, que sonha e que acredita; ou entre o imobilismo que cede ao medo da crítica e a um tacticismo político que trava o desenvolvimento em prol da garantia da permanência no poder. Quem me conhece, sabe que estou totalmente alinhado com a primeira opção. Sou da ação. Sou dos que fazem e sou dos que acreditam que a política só vale a pena com ambição e com risco”, afirmou.

“Este nosso projeto vai mexer com a cidade e com as freguesias: Vamos trabalhar no terreno, fazer barulho, levantar pó, vamos incomodar, mas no final da jornada vamos deixar um concelho melhor do que encontrámos. Para nós e para os nossos filhos. Acredito profundamente neste projeto e vou bater-me com todas as forças por Leiria”, acrescentou.

A intervenção do presidente da Câmara de Leiria não esqueceu os grandes dossiês que há vários anos, alguns décadas, estão por resolver e criticou o Poder Central, governo após governo, por ignorar “de forma sucessiva e crónica”, Leiria no que respeita aos planos de investimento público.

“Há dossiês decisivos para esta região que se arrastam há um tempo absurdo e que têm prejudicado o nosso desenvolvimento”, afirmou. E acrescentou: “Por mais dificuldades que se apresentem, juntos superamos e crescemos. Isto só é possível porque nos unimos e porque percebemos que temos de ser nós a lutar pelo que é nosso. (…) Não desistirei de trabalhar para oferecer a Leiria um horizonte de futuro melhor, mais sustentável, mais justo, mais inclusivo, com mais qualidade de vida, melhor preparado para responder aos desafios demográficos, da mobilidade, da segurança, das alterações climáticas, do emprego de qualidade e da segurança alimentar. Não tenho a mínima dúvida de que vamos ter um futuro brilhante”.

Município de Leiria distingue 19 figuras e entidades

A cerimónia oficial do Dia do Município contou ainda com a entrega de 19 distinções a figuras e entidades do concelho de Leiria, bem como a entrega de duas medalhas por bons serviços a dois funcionários da autarquia.

As medalhas foram entregues pelos dez elementos do executivo municipal de Leiria.

Categoria Serviços Relevantes
António Sequeira, grau Ouro
João Bonifácio Serra, grau Ouro
Betinatexteis, grau Prata
Oikos – Associação de Defesa do Ambiente e do Património da Região de Leiria, grau Prata
Paulo Bártolo, grau Prata
Fernando Elias, grau Cobre
Francisco Lacerda, grau Cobre
InPulsar – Associação para o Desenvolvimento Comunitário, grau Cobre
Joana Carvalho, grau Cobre

Categoria Cultura
Filarmónica de Monte Redondo – N. Sª da Piedade, grau Ouro
António Dinis Fernandes, grau Cobre

Categoria Desporto
Odete Fiúza, grau Ouro
Irina Rodrigues, grau Prata

Categoria Empresarial
ACILIS – Associação de Comércio, Indústria, Serviços e Turismo da Região de Leiria, grau Ouro
Americana, grau Prata
Diamantino Marto, grau Prata
Grupo AMConfraria, grau Prata
Grupo Aníbal Cristina, grau Prata
Grupo CAC – Companhia Avícola do Centro, grau Prata

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.