Assinar
Leiria

Intervenção na encosta do Castelo de Leiria adjudicada por 1,26 milhões de euros

A requalificação da encosta inclui a reabilitação de escadas e passadiços e a instalação de uma cafetaria e sanitários, entre outras medidas.

Câmara estima em dez meses o prazo para a execução dos trabalhos, que pretendem dar nova vida a um dos pulmões da cidade JOAQUIM DÂMASO

A Câmara de Leiria aprovou esta terça-feira a adjudicação da empreitada de requalificação paisagística da encosta do Castelo de Leiria por 1.265.000 euros, mais IVA.

A empreitada, com prazo de execução de dez meses, ficará a cargo da empresa Desarfate – Desaterros de Fátima, Lda.

A intervenção – denominada “Extensão do parque verde da encosta do Castelo” – contempla a “adequação da área natural a passeio, estadia e atividade física”, criação de percursos pedonais, reabilitação de escadas e passadiços, da fonte do Pocinho e das edificações municipais adjacentes ao antigo horto, recuperação das estufas e instalação de uma cafetaria e sanitários.

O projeto já foi apresentado em abril do ano passado e objeto de um concurso que ficou deserto. O preço inicial estimado para a obra rondava os 900 mil euros.

Perante a falta de interessados e face ao aumento do preço das matérias primas, a autarquia procedeu a uma revisão do preço, que elevou para 1,34 milhões de euros, mais 400 mil euros do que o valor inicialmente apontado (cerca de 50%). É ainda objetivo do município candidatar o projeto a fundos comunitários.

A redução do prazo de execução dos trabalhos, fixado no anterior concurso em 480 dias, é por sua vez explicado com a necessidade de a obra estar concluída num prazo de um ano, de acordo com os critérios da candidatura.

A zona já havia sido objeto de um primeiro projeto em 2009, que só avançou parcialmente devido à dificuldade de negociar os terrenos necessários à implantação. Com o tempo e falta de manutenção, percursos e passadiços degradaram-se, contrastando com o investimento recente realizado no Castelo.

Quanto aos passadiços degradados que se encontram fora do perímetro a intervencionar, Ricardo Gomes, vereador com o pelouro das Obras Municipais na cidade, explicou na reunião de terça-feira vão ser objeto de um outro concurso com vista à sua recuperação.

Planta do projeto aprovado em abril do ano passado

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é assinante, entre com a sua conta. Entrar

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos relacionados

Subscreva!

Newsletters RL

Saber mais

Ao subscrever está a indicar que leu e compreendeu a nossa Política de Privacidade e Termos de uso.