Assinar
Ourém

Incêndio em Cumeada provoca três feridos ligeiros, dois deles bombeiros

Equipas de reforço e máquinas de rasto estão a ser mobilizados para ajudar quatro centenas de bombeiros a combater incêndio. Última atualização foi feita pelas 23 horas.

foto de bombeiro de costas em cenário de incêndio
Foto de arquivo

Será uma “longa noite de trabalho” para todos os combatentes e há mais equipas de reforço a caminho do concelho de Ourém, com o objetivo de ajudar a combater o incêndio que deflagrou na tarde desta quinta-feira em Cumeada.

Segundo o comando do Centro Distrital de Operações e Socorro (CDOS) de Santarém, pelas 23 horas, estavam no terreno 393 operacionais e 110 veículos. Um grupo de reforço estava a deslocar-se de Setúbal para a região, para ajudar os bombeiros que se encontram no terreno, desde as 16h37, quando foi dado o alerta.

Existem ainda no local duas viaturas de Suporte Imediato de Vida, do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e uma máquina de rasto do Instituto da Conservação da Natureza e Floresta (ICNF) e “estão a ser mobilizadas mais máquinas de rasto, que se espera que entrem em ação assim que possível”, informa a mesma fonte.

O incêndio, revela o comandante, “mantém-se com intensidade, em zona de pinhal, e com várias projeções”, entre as localidades de Cumeada e Casal Sobreira, o que representa uma distância de cerca de 8 km. “A propagação tem sido muito rápida”, adianta, salientando que “a principal preocupação é a proteção das populações e das habitações”, “muito dispersas” e rodeadas de pinhal, pelo que os bombeiros, quando possível, estão a trabalhar na linha da frente para extinguir as chamas.

Há ainda uma fábrica que está a merecer, pelas 23 horas, particular atenção dos elementos das diferentes corporações que estão no terreno, acrescenta.

Desde o alerta inicial, durante a tarde, foi cortada a estrada municipal 502, entre Arieiro e Abades, via que deverá reabrir dentro de pouco tempo. Houve também um rebentamento de uma botija de gás, em Abades, sem vítimas ou danos a registar.

Além da habitação em Abades e de um anexo junto a uma escola, que ficaram danificados, foi atingido outro anexo de uma habitação na localidade de Ramalheira, sem mais danos.

O comando do CDOS de Santarém, no último balanço, realizado pelas 23 horas, deu ainda conta de três vítimas: uma mulher, civil, que necessitou de ser assistida no local, em Casal Pinheiro; um bombeiro com queimaduras, que foi assistido no local e voltou ao combate ao incêndio; e um bombeiro com sinais de lipotimia (quebra de tensão, exaustão, desmaios) que foi assistido e transportado para o hospital de Tomar.

“Será um trabalho para toda a noite, onde a principal preocupação são as pessoas”, repetiu a fonte do comando, esclarecendo que os cidadãos com maiores dificuldades de deslocação ou grupos de risco foram retirados durante a tarde do local.

Os Bombeiros Voluntários de Ourém apelam a que a população “se mantenha calma e vigilante” e que use os números de telefone da corporação “apenas em caso de emergência”.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos relacionados

Subscreva!

Newsletters RL

Saber mais

Ao subscrever está a indicar que leu e compreendeu a nossa Política de Privacidade e Termos de uso.

Artigos de opinião relacionados