Assinar
RL+65

Bombarral implementa programa eGuard em parceria com a GNR

O projeto eGuard consiste na disponibilização de um dispositivo eletrónico aos idosos em situação vulnerável, permitindo-lhes comunicar com os operadores da GNR por voz.

Bombarral será o primeiro município do distrito de Leira a implementar o programa eGuard, através de um protocolo assinado esta quinta-feira com a GNR e que irá proporcionar teleassistência a cerca de 20 idosos em situação vulnerável.

“Este projeto permite aos idosos o prolongamento do tempo na sua habitação, retardando a sua institucionalização”, afirmou o Comandante Distrital de Leiria da GNR, Adérito Santos, durante a assinatura do protocolo com a autarquia do Bombarral.

Esta será a primeira câmara do distrito a implementar o programa, que criará “um canal de comunicação direto e imediato” entre os militares da GNR e os idosos que irão ser selecionados para serem monitorizados 24 horas por dia, sete dias da semana.

O projeto eGuard consiste na disponibilização de um dispositivo eletrónico aos idosos em situação vulnerável, permitindo-lhes comunicar com os operadores da GNR por voz.

Em caso de necessidade, seja de segurança ou de saúde, pode ser pressionado um botão SOS.

De imediato, os militares entram em contacto com o idoso para averiguar a situação e, em caso de solicitação ou falta de resposta, uma patrulha da GNR é deslocada ao local.

Adicionalmente, e caso o idoso não esteja capacitado para informar a sua localização, é possível verificar a sua geolocalização.

Para Comandante Distrital de Leiria da GNR, Adérito Santos, trata-se de um mecanismo que contribui para “fortalecer o sentimento de segurança” no concelho, onde residem 56 pessoas sinalizadas pelo programa “idosos em Segurança”.

A estimativa da GNR é que cerca de 20 idosos possam ser abrangidos pelo eGuard, os quais, segundo o comandante, serão selecionados entre aqueles que “respondam ao critérios de dependência, incapacidade, solidão ou isolamento, consubstanciando-se em situações de maior risco ou vulnerabilidade”.

No âmbito do protocolo caberá à Câmara do Bombarral assegurar os custos de aquisição dos aparelhos e os custos com telecomunicações, cujo valor “ainda não está definido”, afirmou o presidente da autarquia, Ricardo Fernandes (PS).

Sublinhando a importância o projeto, o autarca manifestou-se disponível para “alargar o programa a mais idosos, sempre que seja identificada essa necessidade”.

À agência Lusa, o comandante distrital afirmou que “o projeto já foi apresentado em todos os concelhos do distrito, alguns dos quais se mostraram interessados em aderir”.

De acordo com o mesmo responsável, o objetivo é que o eGuard seja implementado em todos os concelhos do distrito serviços pela GNR.

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos relacionados

Subscreva!

Newsletters RL

Saber mais

Ao subscrever está a indicar que leu e compreendeu a nossa Política de Privacidade e Termos de uso.