Assinar Edições Digitais

Pensamentos avulsos: Falam, falam…

“A participação em actividades políticas para além do voto varia substancialmente entre os países europeus. É mais alta na Noruega e Finlândia e menor na Turquia e Portugal.”

Cláudio Tereso, técnico de informática claudio@claudiotereso.com

“A participação em actividades políticas para além do voto varia substancialmente entre os países europeus. É mais alta na Noruega e Finlândia e menor na Turquia e Portugal.” Este parágrafo, tirado do relatório “How’s Life? Measuring Well Being” (Como Está a Vida? Medindo o Bem-Estar, OCDE Publishing, 2011), com dados de um inquérito de 2008 feito em 23 países europeus, não traz nada de novo sobre os portugueses, mas é sempre importante termos as nossas percepções confirmadas por dados empíricos.

São tristes as baixas taxas de participação dos portugueses em relação à média Europeia. Por exemplo,conseguimos um “belo” último lugar na pergunta “já boicotou algum produto”, com 3,2% a responderem afirmativamente (a média foi de 14,4% e no topo temos a Suécia com 37,3%). E se vos parece um indicador parvo, desenganem-se! A economia tem muito poder, mais que a política, e por acaso até manda nela. Se há acto simples que podemos exercer para influenciar o nosso “ecossistema” social/político/económico é boicotar produtos.

Foi por isso sem surpresa que li no RL de 25 de Novembro sobre a baixa participação dos batalhanses na elaboração do orçamento municipal.

Enfim, nada de novo… Os portugueses falam, falam, mas só quando não vale a pena. Porque quando lhes perguntam alguma coisa, ficam calados.

(texto publicado na edição em papel de 23 de Dezembro de 2011)