Select Page

Avô condenado a sete anos e meio de prisão por abusar da neta

Avô condenado a sete anos e meio de prisão por abusar da neta

O homem que estava acusado de abusar sexualmente da neta, de nove anos, foi hoje condenado, no Tribunal Judicial de Leiria, a uma pena de sete anos e seis meses de prisão efectiva.

O arguido, comerciante reformado, vivia em casa da menor há cerca de três meses e durante esse período terá praticado tais actos, de forma continuada.

A situação foi denunciada pela mãe da menor que, numa tarde de Maio de 2009, terá encontrado a filha deitada com o avô paterno, no quarto deste, e à saída terá escutado a criança dizer “Pára avô. Pára avô”.

Durante a leitura do acórdão, o juiz Duarte Nunes explicou que o indivíduo, de 69 anos e sem antecedentes criminais, terá “tocado e acariciado “ a menor, nos seios e zona vaginal.

O arguido manteve-se em silêncio durante todo o julgamento, que decorreu à porta fechada, e vai aguardar que a decisão transite em julgado, em prisão domiciliária em casa de uns familiares, em Coimbra. Situação que mantém desde Maio de 2009.

Marina Guerra
marina.guerra@regiaodeleiria.pt

5 Comentários

  1. Carlos S. Almeida

    O seu comentário foi eliminado por conter expressões que podem ser consideradas ofensivas

    Responder
  2. Anónimo

    Ser abusado sexualmente é das coisas piores da vida!
    Sei isso por experiência própria fui e se tiver com o meu tio sou abusada mas mantenho-me em silêncio não sei porquê! tenho 15 anos

    Responder
    • maria

      Tens de DENUNCIAR, não podes ficar mais tempo calada, sei que já passou algum tempo, e espero que neste intervalo já o tenhas feito, eesse monstro merece a castração, e todos os pedófilos deviam estar identificados com um sinal univernal na testa!!!!!!!

      Responder
  3. Leiriense Atento

    Lamento muito que o nosso sistema judicial preveja atenuantes para os casos de pedofilia. São acontecimentos tão brutais e atentatórios da dignidade humana que, contando com atenuantes, perde quase todo o sentido de justiça.
    Mas é a justiça que temos num País que também temos!

    Responder
  4. Leiriense Atento

    Não seria de mau tom mostrar a cara do "cavalheiro", já que o mesmo fez questão de não a esconder em todo o seu percurso no Tribunal. Creio que não haverá ninguém em Leiria que não se sinta agradado pelo facto de o "senhor" Campos ir parar alguns anos aos calabouços. Assim, toda a cidade fica livre de se cruzar no dia-a-dia com um criminoso. É mais um caso a conspurcar o bom nome da nossa cidade, e com uma pena que deixa muito a desejar.

    Responder

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Página

Publicidade

Pergunta da Semana

A carregar

Concorda com a criação do Museu Salazar?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Newsletter Região de Leiria

app repórter no mundo

Share This