Assinar Edições Digitais
Sociedade

Avô condenado a sete anos e meio de prisão por abusar da neta

O homem que estava acusado de abusar sexualmente da neta, de nove anos, foi hoje condenado, no Tribunal Judicial de Leiria, a uma pena de sete anos e seis meses de prisão efectiva.

O homem que estava acusado de abusar sexualmente da neta, de nove anos, foi hoje condenado, no Tribunal Judicial de Leiria, a uma pena de sete anos e seis meses de prisão efectiva.

O arguido, comerciante reformado, vivia em casa da menor há cerca de três meses e durante esse período terá praticado tais actos, de forma continuada.

A situação foi denunciada pela mãe da menor que, numa tarde de Maio de 2009, terá encontrado a filha deitada com o avô paterno, no quarto deste, e à saída terá escutado a criança dizer “Pára avô. Pára avô”.

Durante a leitura do acórdão, o juiz Duarte Nunes explicou que o indivíduo, de 69 anos e sem antecedentes criminais, terá “tocado e acariciado “ a menor, nos seios e zona vaginal.

O arguido manteve-se em silêncio durante todo o julgamento, que decorreu à porta fechada, e vai aguardar que a decisão transite em julgado, em prisão domiciliária em casa de uns familiares, em Coimbra. Situação que mantém desde Maio de 2009.

Marina Guerra
marina.guerra@regiaodeleiria.pt