Assinar
Sociedade

Homem acusado de tentativa de homicídio considerado inimputável

Um homem de 69 anos acusado de dois homicídios tentados em Maio de 2010, em Leiria, foi hoje absolvido dos crimes e considerado inimputável, tendo o tribunal decidido pelo seu internamento.

Um homem de 69 anos acusado de dois homicídios tentados em Maio de 2010, em Leiria, foi hoje absolvido dos crimes e considerado inimputável, tendo o tribunal decidido pelo seu internamento.Na leitura do acórdão, que decorreu esta tarde no Tribunal Judicial de Leiria, o colectivo de juízes deu como provado que o arguido, Guilherme Gomes, esfaqueou um casal de vizinhos na manhã do dia 14 de Maio, na zona do Arrabalde.

Nesse dia, noticia a agência Lusa, o arguido saiu de casa e “aproximou-se de forma súbita e inesperada” do vizinho quando este se dirigia para a sua viatura, tendo-o esfaqueado na região dorsal.

Quando se dirigia para a sua casa, o sexagenário apercebeu-se da presença da mulher da vítima e voltou atrás, desferindo-lhe “vários golpes”.

A mulher foi atingida no “pescoço, na cabeça, designadamente na cara, e nas mãos”, referiu a presidente do colectivo de juízes, Teresa Oliveira, explicando que, depois, o “arguido refugiou-se no interior da sua habitação, deixando as vítimas esfaqueadas e a sangrar abundantemente”.

Em resultado dos ferimentos, as duas vítimas foram internadas e submetidas a intervenções cirúrgicas, acrescentou Teresa Oliveira, adiantando que o arguido cometeu os crimes “sem nunca proferir qualquer palavra”.

O meio utilizado, a intensidade e a violência “podiam ter resultado na morte daquelas vítimas”, afirmou a juíza, adiantando que tal não sucedeu “face à rápida assistência médica”.

A magistrada judicial sustentou que Guilherme Gomes, que se encontra em prisão preventiva e não tem antecedentes criminais, agiu com o propósito de atentar contra a vida” dos vizinhos, mas padece de uma “deficiência mental”.

Teresa Oliveira acrescentou que o arguido “não teve a noção da ilicitude do seu acto”, esclarecendo que Guilherme Gomes é “inimputável e perigoso” e “há o perigo de reincidir”.

Nesse sentido, o Tribunal decidiu absolver o arguido dos dois crimes de homicídio simples na forma tentada – estava acusado de homicídio qualificado na forma tentada – e de um crime de detenção de arma proibida, determinando o seu internamento, “pelo período mínimo de três anos, em estabelecimento especializado para tratamento psiquiátrico”.

Ministério Público e advogada de defesa anunciaram que não deverão recorrer do acórdão.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.