Assinar
Cultura

ESAD.CR mostra o seu melhor na exposição de finalistas (fotogaleria)

A exposição de finalistas da Escola Superior de Artes e Design de Caldas da Rainha já entrou nos roteiros culturais da região. Veja a fotogaleria e as explicações da diretora da escola.

A exposição de finalistas da Escola Superior de Artes e Design de Caldas da Rainha já entrou nos roteiros culturais da região.

Todos os anos, os alunos que terminam os seus cursos mostram o resultado do trabalho num momento que, regra geral, reserva surpresas aos visitantes.

“Esta é uma forma da comunidade poder ver o que é o trabalho dos alunos. É importante para os alunos que expõem, mas também para os pares dos diferentes cursos, porque têm oportunidade de ver outras coisas que se fazem no âmbito de cursos que não são os seus”, explica a diretora da ESAD.CR, Susana Rodrigues.

Este ano, a exposição de finalistas foi dividida em duas partes. A segunda termina sábado e junta o que foi feito nos cursos de Design Industrial, Artes Plásticas e Design de Cerâmica e Vidro.

Susana Rodrigues junto a uma das peças da exposição de finalistas: “Até turistas estrangeiros a visitam”

“A exposição é habitualmente visitada por familiares, que vêm ver os trabalhos dos seus filhos, mas também pela comunidade em geral. Até turistas estrangeiros a visitam”, sublinha a diretora.

Este é o momento em que também se pode conhecer um pouco do que resulta dos protocolos estabelecidos entre a ESAD.CR e empresas.

Susana Rodrigues sublinha a importância dessa ligação entre a escola e o tecido empresarial. “Interessa-nos cada vez mais. Potencializa a entrada dos alunos no mercado de trabalho e à empresa interessa de certeza, porque pode ser um ponto de partida para o desenvolvimento de novos produtos e, assim, atrair novos clientes”.

Por outro lado, sublinha, “é interessante pelo lado de investigação, pelo que isso pode trazer para os nossos docentes. É bom para todos. É um dos eixos que queremos seguir”.

Outro eixo prioritário, explica Susana Rodrigues, é o da internacionalização da ESAD.CR. Atualmente com cerca de 1.400 alunos, a escola conta com 40 formandos estrangeiros, que chegam no âmbito do programa Erasmus.

“O número de alunos estrangeiros duplicou este ano. Tem sido feito um esforço nesse sentido e também tem a ver com a receção que têm e a boa impressão com que ficam os alunos que nos visitam. Os alunos ficam agradavelmente surpreendidos com as nossas instalações e com este ambiente de despertar criativo, de saber e saber fazer. Foi isso que nos permitiu duplicar o número de alunos recebidos no primeiro semestre, o que é uma coisa absolutamente fantástica”, realça Susana Rodrigues.

A aposta na projeção do nome da ESAD.CR no estrangeiro vai continuar, porque “é muito importante que os nossos pares congéneres de outras instituições da comunidade europeias, Brasil e outros destinos conheçam o que se faz na ESAD.CR. É uma escola que se impõe, quer a nível nacional, quer a nível internacional”.

 

 

 

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.