Assinar


Cultura

Festival de cinema nunca se realizou em Ourém mas custou 40 mil euros

O Festival Internacional de Cinema de Ourém, cancelado devido à crise económica, custou ao município mais de 40 mil euros.

O Festival Internacional de Cinema de Ourém, cancelado devido à crise económica, custou ao município mais de 40 mil euros.

O festival foi apresentado em 2011

A concelhia do PSD salienta o facto num comunicado emitido na semana passada em que critica a ação do vereador José Alho nestes três anos de governação.

Questionado sobre o tema, o vereador esclarece que apresentou em reunião camarária um relatório das atividades desenvolvidas e uma proposta de reformulação, tendo estes sido aprovados por todo o executivo.

O festival de cinema estava previsto para janeiro de 2012, com visionamento de obras recentes, palestras, workshops e prémios.

Apresentado em junho de 2011, tinha a direção de Francisco Manso e foi, de resto, este realizador que levou a maior fatia do valor gasto com o projeto.

Na ata da reunião de Câmara de 30 de dezembro de 2012, é referido que foi atribuído à empresa Francisco Manso Produções o montante de 25.756,20 euros, “que corresponde ao elenco de realizações efetuadas e programadas”.

Em declarações ao REGIÃO DE LEIRIA, Luís Albuquerque do PSD, esclarece que o resto do dinheiro foi utilizado para “despesas relacionadas com o festival: comunicações, deslocações e afins”.

O PSD faz alusão ao caso no mesmo comunicado em que critica José Alho pelo adiamento da revisão do Plano Diretor Municipal para 2014.

Ao REGIÃO DE LEIRIA, o vereador explica que o cancelamento foi uma atitude responsável numa altura em que os patrocinadores começaram a ver-se confrontados com dificuldades. Em reunião de câmara justificou assim a sua decisão e os gastos já realizados, e apresentou um projeto de reformulação.

(Notícia publicada na edição de 24 de janeiro de 2013)

Cláudia Gameiro
claudia.gameiro@regiaodeleiria.pt

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.