Select Page

Na Leiria dos Silence 4 o resto não é só paisagem (playlist)

Na Leiria dos Silence 4 o resto não é só paisagem (playlist)

Agora que os Silence 4 acabaram de vez, Leiria deixou de ter uma referência no universo musical nacional? “Leiria Calling” está aí para provar o contrário. A acompanhar a revista “Blitz” de julho, há um disco muito especial: “Leiria Calling” reúne uma seleção de 11 bandas e músicos, talvez o filet mignon do que foi feito na música moderna em Leiria desde a última década até hoje.

São 16 mil exemplares de um disco que quer mostrar o que está a acontecer em Leiria, cidade que é capaz do rock mais puro e duro, mas também de pedir emprestado André Barros ao eixo Marinha Grande/Islândia para atingir outros níveis de sensibilidade.

E o que está a acontecer em Leiria? É uma “vaga criativa”, identifica Hugo Ferreira, da Omnichord Records, que assumiu a responsabilidade da edição de “Leiria Calling” em colaboração com a revista de música.

O produtor executivo nota que a evolução na cultura da cidade “desde há largos anos sempre foi contra-corrente”. “Havia projetos de metal, de punk, de eletrónica, de rock gótico e de experimental mas de pop havia muito pouco”, sendo os Silence 4 a exceção. “Ao mesmo tempo, esta região tinha a maior concentração de filarmónicas por metro quadrado e duas escolas de música que começaram a dar aos mais novos noções muito importantes para tocar e aprender a ouvir”.

Se juntarmos a isto anos de música revelada pelo festival Fade In, chegamos ao cocktail que talvez tenha permitido o que está a acontecer na música da cidade, um fenómeno amplificado por projetos como a Preguiça Magazine ou Zebra Sessions, “que têm ajudado a explorar e promover toda esta vaga criativa”, nota Hugo Ferreira.

“Leiria Calling”, cujo nome e imagem homenageia os Clash e Elvis Presley, procura ser mais uma forma de projetar no país o momento de qualidade da música local. Ou, como diz o responsável da Omnichord Records, o “universo de uma cidade pequena mas cheia de história e de gente que quer fazer acontecer”.

As bandas

Nice Weather For Ducks
Têm fãs em Portugal mas também em Espanha. “2012” é o maior hino. Enquanto se espera pelo segundo disco, mostram aqui um inédito, “Spaceship”.

First Breath After Coma
Venceram o ZUS! e a partir daí foi sempre a subir. O disco de estreia chama-se “The Misadventures of Anthony Knivet”.

Bússola
Apontados como a próxima grande revelação de Leiria, prometem para o final de 2014 o primeiro trabalho.

Les Crazy Coconuts
Sapateado, teclas e bateria fazem desta uma banda diferente. Ao vivo têm tido um belo sucesso, que será entretanto cristalizado em disco.

Born A Lion
Rock a sério com um baterista que é o vocalista. São assim os Born A Lion, que lançaram agora o terceiro disco.

The Allstar Project
São os veteranos desta seleção, depois de terem trilhado os caminhos – hoje já mais conhecidos e venerados do que quando apareceram – do pós-rock. Em 2015 lançam novo disco.

Nuno Rancho & A Few Fingers
Cantautor e elemento de vários projetos, só agora vai entrar em estúdio para gravar o disco de estreia, depois de múltiplas edições caseiras de qualidade.

André Barros
Muitos já se renderam ao seu piano e composições. A culpa é de “Circustances”, o disco de estreia que dá que falar.

Yesterday
Tem lançado discos que chegam a um restrito grupo de privilegiados, apreciadores do cruzamento entre clássico acústico e novas tendências eletrónicas. O mais recente é deste ano.

Les Enfants Terribles
Duas guitarras e uma carta de amor à cidade de Leiria. É assim este grupo que chegou e apanhou todos de surpresa.

Horse Head Cutters
Rock’n’roll sem contemplações. O primeira longa duração está atualmente a ser gravado.

Manuel Leiria
manuel.leiria@regiaodeleiria.pt

(Notícia publicada na edição de 26 de junho de 2014)

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Página

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Pergunta da Semana

A carregar

Concorda que os municípios façam investimentos avultados na iluminação e nas animações de Natal?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Publicidade

Newsletter Região de Leiria

app repórter no mundo