Select Page

Novos Ventos. Teatro fresco para duas centenas de atores de quatro freguesias de Leiria

Duas centenas de elementos de ranchos, filarmónicas, instituições de solidariedade social e outras associações participam a partir de domingo na terceira edição de Novos Ventos, festival de teatro comunitário que chega a quatro freguesias do concelho de Leiria.

A iniciativa é da companhia Leirena Teatro, que pelo terceiro ano promove o festival que pretende democratizar a experiência do teatro.

Nas próximas quatro semanas, atores profissionais orientam pequenos grupos de amadores. No final de cada semana é apresentado ao público o resultado. Depois, uma companhia profissional convidada entra em cena, para um espetáculo final.

O responsável do Leirena Teatro explica que são 20 as coletividades envolvidas, das freguesias do Souto da Carpalhosa, Arrabal, Pousos e Marrazes.

“Cerca de 200 atores vão fazer 20 espetáculos comunitários inspirados nas tradições locais, nos trajes, nas danças, nos instrumentos. Nós aparecemos e dizemos: venham fazer teatro connosco”, diz Frédéric da Cruz Pires.

O diretor da companhia destaca os benefícios do Novos Ventos, “uma festa do teatro que mete a malta toda na rua, a divertir-se e a sorrir”.

A vertente comunitária do festival promove “a criação de hábitos culturais, a criação de público de teatro. São pessoas que nunca fizeram teatro e que vão fazer teatro pela primeira vez, com o Leirena”.

Frédéric da Cruz Pires lamenta, contudo, alguma falta de reconhecimento das “entidades artísticas nacionais e também entidades da administração central e local”.

“Para quem nunca viu, pensa que é trabalho amador. E como se trata de trabalhos amadores feitos pela comunidade, pensa que não merece atenção. As pessoas são loucas. Não sabem o que é este festival”, exclama.

SOUTO DA CARPALHOSA
9 de julho

“Caminho Marítimo para a Desgraça”, do Trincheira Teatro (Coimbra) fecha o primeiro dia de Novos Ventos, a 9 de julho, às 21h30, na sede do Rancho do Souto da Carpalhosa. Antes, no pinhal do junto à Igreja Paroquial, atuam SAMVIPAZ (15h30), Agrupamento 1112 (16h) e o Rancho (16h30)

MARRAZES
16 de julho

O Peripécia Teatro chega de Vila Real a Marrazes para apresentar a 16 de julho, às 21h30, “1325” na Praça de S. Tiago. A partir das 14h30 entram em cena na EB2 Marrazes o AMITEI, AAAF’s e “Pequenos Moliéres”. Depois, no Auditório da Filarmónica de São Tiago sobe ao palco o grupo da própria filarmónica, Projeto Arte&Terapia e Redes na Quinta/Inpulsar

POUSOS
23 de julho

No largo da Igreja dos Pousos o Teatro da Serra de Montemuro apresenta no dia 23 de julho, às 21h30, “Exploradores da serra”. Antes, a tarde compõe-se com atuações do Centro Sénior e do Centro Infantil do Centro Social Paroquial dos Pousos, crianças das Oficinas de Férias da SAMP e Catequese da Paróquia dos Pousos, sempre no auditório da SAMP

ARRABAL
30 de julho

“Ñaque, ou sobre piolhos e actores”, do CENDREV – Centro Dramático de Évora, fecha o festival no dia 30 de julho à noite, no salão de Festas da Paróquia do Arrabal. Os grupos locais envolvidos são Lar Social, Fundação de Stª Margarida, Freguesia Ativa e CAO-sas, Rancho do Freixial e Soar (filarmónicas do Soutocico e Arrabal)

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Página

Publicidade

Pergunta da Semana

A carregar

A Câmara Municipal da Marinha Grande deve comprar as piscinas de São Pedro de Moel?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Newsletter Região de Leiria

app repórter no mundo

Share This