Select Page

Novos Ventos. Teatro fresco para duas centenas de atores de quatro freguesias de Leiria

Duas centenas de elementos de ranchos, filarmónicas, instituições de solidariedade social e outras associações participam a partir de domingo na terceira edição de Novos Ventos, festival de teatro comunitário que chega a quatro freguesias do concelho de Leiria.

A iniciativa é da companhia Leirena Teatro, que pelo terceiro ano promove o festival que pretende democratizar a experiência do teatro.

Nas próximas quatro semanas, atores profissionais orientam pequenos grupos de amadores. No final de cada semana é apresentado ao público o resultado. Depois, uma companhia profissional convidada entra em cena, para um espetáculo final.

O responsável do Leirena Teatro explica que são 20 as coletividades envolvidas, das freguesias do Souto da Carpalhosa, Arrabal, Pousos e Marrazes.

“Cerca de 200 atores vão fazer 20 espetáculos comunitários inspirados nas tradições locais, nos trajes, nas danças, nos instrumentos. Nós aparecemos e dizemos: venham fazer teatro connosco”, diz Frédéric da Cruz Pires.

O diretor da companhia destaca os benefícios do Novos Ventos, “uma festa do teatro que mete a malta toda na rua, a divertir-se e a sorrir”.

A vertente comunitária do festival promove “a criação de hábitos culturais, a criação de público de teatro. São pessoas que nunca fizeram teatro e que vão fazer teatro pela primeira vez, com o Leirena”.

Frédéric da Cruz Pires lamenta, contudo, alguma falta de reconhecimento das “entidades artísticas nacionais e também entidades da administração central e local”.

“Para quem nunca viu, pensa que é trabalho amador. E como se trata de trabalhos amadores feitos pela comunidade, pensa que não merece atenção. As pessoas são loucas. Não sabem o que é este festival”, exclama.

SOUTO DA CARPALHOSA
9 de julho

“Caminho Marítimo para a Desgraça”, do Trincheira Teatro (Coimbra) fecha o primeiro dia de Novos Ventos, a 9 de julho, às 21h30, na sede do Rancho do Souto da Carpalhosa. Antes, no pinhal do junto à Igreja Paroquial, atuam SAMVIPAZ (15h30), Agrupamento 1112 (16h) e o Rancho (16h30)

MARRAZES
16 de julho

O Peripécia Teatro chega de Vila Real a Marrazes para apresentar a 16 de julho, às 21h30, “1325” na Praça de S. Tiago. A partir das 14h30 entram em cena na EB2 Marrazes o AMITEI, AAAF’s e “Pequenos Moliéres”. Depois, no Auditório da Filarmónica de São Tiago sobe ao palco o grupo da própria filarmónica, Projeto Arte&Terapia e Redes na Quinta/Inpulsar

POUSOS
23 de julho

No largo da Igreja dos Pousos o Teatro da Serra de Montemuro apresenta no dia 23 de julho, às 21h30, “Exploradores da serra”. Antes, a tarde compõe-se com atuações do Centro Sénior e do Centro Infantil do Centro Social Paroquial dos Pousos, crianças das Oficinas de Férias da SAMP e Catequese da Paróquia dos Pousos, sempre no auditório da SAMP

ARRABAL
30 de julho

“Ñaque, ou sobre piolhos e actores”, do CENDREV – Centro Dramático de Évora, fecha o festival no dia 30 de julho à noite, no salão de Festas da Paróquia do Arrabal. Os grupos locais envolvidos são Lar Social, Fundação de Stª Margarida, Freguesia Ativa e CAO-sas, Rancho do Freixial e Soar (filarmónicas do Soutocico e Arrabal)

Responder

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Siga-nos

Primeira página

Pergunta da semana

A carregar…

Concorda com as novas limitações à plantação de eucaliptos?

Obrigado por participar!
Já respondeu a esta pergunta.
Escolha uma das opções.


O TEMPO

27° Humidity: 54%
Clouds: 90%
Wind(NW): 19kph
tempo nublado
Terça-feira
27° 20°
Quarta-feira
28° 21°
Quinta-feira
31° 22°
Sexta-feira
31° 25°
Sábado
26° 21°
Domingo
27° 18°
Segunda-feira
30° 20°

Facebook RL