Select Page

Por que razão abrem e fecham tantos restaurantes em Leiria?

Não param de abrir novos estabelecimentos, mas o cenário no centro da cidade é desolador: espaços sem clientela, e outros fechados à espera da próxima gerência

Os números confirmam o que qualquer olhar mais atento é capaz de perceber: em 2019 abriram atividade, no concelho de Leiria, quase o triplo de restaurantes, bares e cafés do que no ano anterior. Tal informação ganha ainda mais força quando se olha para a quantidade de imóveis desocupados, muitos ainda com o antigo nome a estampar a fachada.

A Associação de Comércio, Indústria, Serviços e Turismo da Região de Leiria (Acilis), com a missão de acompanhar os comerciantes, ajuda a interpretar melhor o panorama: no ano passado receberam 14 novos restaurantes associados, enquanto 11 deram baixa por motivo de encerramento. “Têm surgido na região alguns restaurantes que trazem conceitos inovadores nesta área”, observa o presidente da direção da Acilis Lino Ferreira. “Inevitavelmente, assistimos também a encerramentos, alguns até que eram marcas da cidade e da região”, comenta.

Mas afinal, por que razão abrem e fecham tantos restaurantes e cafés por cá? O trabalho de abertura desta edição do REGIÃO DE LEIRIA explica o fenómeno. Já disponível nas bancas ou aqui na loja online.

 

 

Jessica Germano
Jornalista
jessica.m.germano@regiaodeleiria.pt

7 Comentários

  1. t. P.

    Muitos metem-se no negócio só na exectativa do lucro rápido e sem qualquer experiência no ramo, escolhem mal os locais, nem tão pouco têm experiência em contabilidade, sim porque o gerente vai estar mais preocupado com as contas ao fim de cada mês e ter uma capacidade de gestão dos stocks de alimentos do que propriamente pensar em como como cozinhar e servir melhor à mesa.

    Responder
  2. Rui

    Porque a malta pensa que é fácil gerir um bar, café ou Restaurante. Mesmo sem nunca terem trabalhado na área, arriscam por vezes todo o dinheiro que têm e mais algum para falir. Outros vêm casos de sucesso e pensam que é fácil, mas sem trabalho não se vence na vida. Também existem aqueles que apenas têm aquela coisa de ” eu sou o dono de x bar ” não fazem um cu, metem lá pessoal a trabalhar porque simplesmente não apetece nada. Outros pensam que tudo o que entra na caixa é lucro, não investem no negócio, na evolução, simplesmente gastam mais do que ganham. Eu tenho um negócio um pouco diferente, depois de mim já abriram e fecharam uns 4 ou 5 na mesma área. Alguma coisa está mal…

    Responder
  3. Luna

    Os preços, sem dúvida, e a falta de estacionamento acessível. Os centros das cidades sem carros são uma ideia linda… em teoria! Na prática mataram as cidades. Ninguém quer fazer treino a pé para ir jantar, quer-se parar à porta com o máximo de comodidade e as teorias não vão mudar isso.

    Responder
    • tiago s.

      Isso dos preços é discutível, o que nao faltam sao restaurantes ditos caros que prosperam e quanto à localização ou estacionamento isso depende muito da qualidade do restaurante. Existem no distrito muitos escondidos ou sem parque de esracionamento que estão sempre bem cheios.

      Responder
  4. Célia

    Talvez porque os preços são muito elevados, as pessoas vão e não voltam….

    Responder
    • Armando cardoso

      Eu penso o contrário. Restaurantes de pobres nem os pobres por vergonha entram neles. Os caros enchem porque é fixe ser cliente deles. Português gosta de dar nas vistas.

      Responder
    • Elisio G Silva

      Os ordenados que temos em Portugal não dá para ir ao restaurante.
      Quando os ordenados subirem então já passa a haver dinheiro para restaurantes com qualidade.

      Responder

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Página

Pergunta da Semana

A carregar

É possível acabar com as manifestações de racismo nos estádios de futebol?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Publicidade

Newsletter Região de Leiria

app repórter no mundo