O resultado da contra-análise efetuada à mulher, residente na Maceira, concelho de Leiria, que na passada sexta-feira realizou um exame de despiste à Covid-19 que se revelou positivo, foi negativo.

Além da diretora técnica do Lar Evangélico Nova Esperança (LENE), também a presidente da direção da instituição, residente em Santarém, revelou uma contra-análise negativa para a Covid-19.

Ontem, uma outra funcionária da instituição, uma cozinheira do lar da Maceira, fez igualmente o teste de despistagem e o resultado foi também negativo. A mulher encontra-se, ainda assim, em isolamento.

A informação é confirmada por Vítor Santos, presidente da junta de freguesia de Maceira, que apela ao “bom senso” e “serenidade” entre os habitantes da freguesia.

Nesta situação, as duas responsáveis, que se encontravam em casa, com isolamento dos familiares, podem retomar a sua atividade profissional, sem risco para as pessoas com que trabalham. Como qualquer outro cidadão, as responsáveis devem, indica fonte da Unidade de Saúde Pública do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Pinhal Litoral ao REGIÃO DE LEIRIA, seguir as recomendações e ações preventivas que todos devem adotar.

As medidas já estavam inclusive a ser implementadas nas estruturas do LENE, quer na Maceira, quer em Alcanhões, distrito de Santarém: “política de zero visitas, uso de máscaras e nenhum contacto direto sobre utentes e colaboradores”, descreve a instituição numa publicação no Facebook.

Ainda assim, e porque “os sintomas presistem”, a instituição partilhou na sua página de Facebook que as duas responsáveis vão “permanecer em isolamento profilático, garantindo a recuperação total e protegendo os demais” à sua volta.

Vítor Santos refere que o lar da Maceira, onde estão cerca de duas dezenas de utentes, “está a funcionar normalmente” e as indicações das autoridades é que os utentes ali permaneçam. “Vamos acompanhar a situação serenamente”, salienta.

A contra-análise, explica a Unidade de Saúde Pública do ACES PL, é um teste mais rigoroso do que o primeiro realizado à pessoa suspeita de estar infetada com Covid-19, pelo que dando negativo não implica a quarentena ou isolamento obrigatório do cidadão.

Mais cinco casos em Caldas da Rainha

Entretanto, hoje, foram conhecidos mais cinco casos no concelho de Caldas da Rainha, elevando para seis o total de casos positivos no município. Quatro correspondem a familiares da primeira pessoa infetada, um homem da freguesia de Santa Catarina, e que estão em isolamento. Outros dois familiares também realizaram testes mas os resultados foram negativos.

O quinto caso corresponde a uma enfermeira natural de Caldas da Rainha, que trabalha e vive em Lisboa. A jovem está em isolamento em casa e a ser acompanhada pelas autoridades de saúde.

Na região (distrito de Leiria e concelho de Ourém) registam-se, até ao momento, 19 casos positivos de Covid-19 e há a lamentar uma morte.

(Atualização às 12h20, do dia 23 de março de 2020, com a informação partilhada pela instituição após conhecidos os resultados da contra-análise)