Portugal registou até às 11 horas de hoje, quinta-feira três óbitos devido à doença Covid-19, dois em Lisboa e um outro na Região Centro. O da zona Centro é o de uma mulher de 94 anos, natural do Carriço, que estava internada em Coimbra devido a doença renal e morreu na terça-feira.

O teste para o novo coronavírus foi contudo apenas realizado depois do seu falecimento, tendo sido apenas dado a conhecer ontem, quarta-feira, de manhã, como noticiou ontem o REGIÃO DE LEIRIA.

Subiu entretanto para 785 o total de casos confirmados de Covid-19 em Portugal. São mais 143 do que ontem, quarta-feira. Os casos suspeitos reportados até ao momento cifram-se em 6.061, mais 994 do que ontem. Em 4.788 dos casos, o resultado dos testes foi negativo.

O relatório diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) revela ainda que estão internados 89 doentes com Covid-19, 20 dos quais em unidades de Cuidados Intensivos. Segundo informou Graça Freitas, diretora da DGS, esta manhã, este número representa cerca de 15% dos casos confirmados, adiantando que os restantes estão a ser acompanhados em casa. Um modelo que os serviços de saúde pretendem privilegiar sempre que os doentes apresentarem sintomas ligeiros ou moderados.

Neste momento, 670 pessoas cujo teste foi positivo para o novo coronavírus aguardam recuperação em casa.

Graça Freitas alertou ainda esta manhã, em conferência de imprensa, para o facto de as pessoas com sintomas ligeiros poderem contagiar, pelo que deve manter-se em isolamento e respeitar diversas regras em casa, de acordo com novas recomendações que serão divulgadas ainda hoje.

Foram sinalizados até às 11 horas desta manhã, 381 casos com teste positivo na região Norte, 278 na de Lisboa e Vale do Tejo, 86 na zona Centro, 25 no Algarve, 3 nos Açores, 2 no Alentejo, 1 na Madeira e 9 no estrangeiro.

Segundo apurámos ontem ao final do dia, foram identificados três casos positivos de infeção SAR-CoV-2 na área dos cinco concelhos abrangidos pelo Agrupamento de Centros de Saúde do Pinhal Litoral – Leiria, Batalha, Marinha Grande, Pombal e Porto de Mós. Dois na freguesia do Carriço (Pombal) e um na Praia da Vieira (Marinha Grande).

No domingo, foi ainda registado um caso na freguesia de Santa Catarina, Caldas da Rainha, e na segunda-feira, um caso em Ourém.

Há ainda 488 pessoas a aguardarem resultado laboratorial, enquanto o número de contactos em vigilância pelas autoridades de saúde subiu de ontem para hoje de 6.657 casos para 8.091 (mais 1.434).

O balanço diário da DGS dá ainda conta de 24 cadeias de transmissão ativas e de um total de 71 casos importados: 23 de Espanha, 17 de Itália, 16 de França, 8 da Suíça, 2 dos Países Baixos, e do Reino Unido, Andorra, Bélgica, Irão e Alemanha/Áustria, com um caso cada.

Segundo a DGS, 25% dos doentes apresentam tosse, 20% febre, 14% cefaleia e dores musculares, 10% fraqueza generalizada e 8% dificuldade respiratória.

Os dados indicam também que a maior percentagem de doentes infetados com o novo coronavírus regista-se nas mulheres, entre os 40 e 49 anos (22,8%), seguidas pelos homens da mesma faixa etária, com 19,7%.

Nos doentes homens há 9,1% entre os 70 e 79 anos e nas mulheres 5,9% na mesma faixa etária. Entre os homens infetados há 4,3% acima dos 80 anos e entre as mulheres 5,4%.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, infetou já mais de 220 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 9.000 morreram. Das pessoas infetadas, mais de 85.500 recuperaram da doença.