Há mais 792 casos positivos, o que eleva para 5.962 o número de pessoas infetadas por Covid-19 em Portugal, adianta o relatório da Direção-geral de Saúde (DGS) divulgado há instantes.

O número de pessoas infetadas continua a aumentar, agora que o país se encontra na fase de mitigação, ou seja, a fase em que o vírus se instalou na comunidade e deixou de ser possível conter a sua propagação. O momento é agora de limitar (mitigar) os efeitos da doença.

O norte do país continua a ser a região mais afetada. Aí se concentram 3.550 dos casos. Em Lisboa e Vale do Tejo encontram-se 1.478 pessoas com teste positivo e a zona centro contabiliza 709.

O Algarve conta agora com 108 casos, a Madeira superou o Alentejo em número de testes positivos, 43 e 41 casos respetivamente. Os Açores permanecem a região do país com menor número de pessoas infetadas: 33.

Em relação ao número de doentes recuperados a nível nacional não há alterações face aos dados divulgados ontem, continuam a ser 43. Já os casos com resultado negativo sobem de 22.646 para 26.572.

Em vigilância pelas autoridades de saúde encontram-se 17.785 pessoas.

O número de mortes cresce de 100 para 119. O norte do país, que é a zona com mais pessoas infetadas, é também aquela que regista um maior número de óbitos. São já 61. Seguem-se a Região Centro com 28, não havendo de ontem para hoje registo de mortes. Em Lisboa e Vale do Tejo (28) e no Algarve (2) há mais uma morte a registar em cada uma das regiões.

Na análise por faixa etária, o relatório da DGS revela que são agora 1.190 as pessoas infetadas com mais de 70 anos, das quais 579 com mais de 80 anos.

Entre a população mais jovem, a doença afeta agora 64 crianças com menos de 10 anos e 138 jovens entre os 10 e os 19 anos. A faixa da população com idades entre os 40 e os 49 anos é aquela que regista agora mais casos: 1.146.

O balanço indica ainda um total de 427 casos importados, com destaque de Espanha (124), França (93), Reino Unido (41), Itália (28) Suíça (24) e Emirados Árabes Unidos (21).

No distrito de Leiria, Alcobaça é o concelho que regista o maior aumento de casos de vigilância, de acordo com o Boletim Covid-19 da Comissão Distrital de Proteção Civil de Leiria (CDPCL) deste domingo. Pombal é o concelho que permanece com mais casos positivos: 26.